Destaque »

Projeto Casa do Pequeno Jardineiro – 2020 abre inscrições

19 de fevereiro de 2020 – 13:50 |

A Secretaria Municipal de Ação e Promoção Social, informa que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para preenchimento das vagas do projeto “Casa do Pequeno Jardineiro”. Serão oferecidas 30 vagas no turno …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Política

Prefeitura promove melhorias na Escola Rural de Itaipu

Férias para alguns, trabalho para outros. A Escola Municipal Rural Eunice Weaver, no Distrito de Itaipu, recebe melhorias no telhado, piso na cozinha e banheiros, além de reforço na segurança com a reativação das câmeras de videomonitoramento. O investimento é feito com verbas do Governo Federal e recursos da escola, em parceria com a Administração Municipal através das Secretarias de Educação e Serviços Urbanos. A diretora da escola, Virgínia Castro Magalhães, informa que estão embocando calhas e correndo o telhado, trocando telhas, colocando piso em uma parte da escola, grade de segurança na secretaria, substituindo 8 portas, fazendo instalação de gás na área externa da cozinha, de acordo com as exigências da Vigilância Sanitária. Também estão reativando o alarme com câmeras, manutenção que dará mais segurança aos alunos e ao prédio. “Trocamos portas danificadas por ladrões que furtaram a escola no ano passado. Entraram na secretaria e furtaram objetos, colocamos grades, para reforçar a segurança no prédio”. A Escola Rural Eunice Weaver atendeu em 2018, 130 alunos de 4 a 18 anos, com educação infantil, ensino fundamental 1 e 2, além de oferecer ensino médio, à noite, em parceria com a Escola Estadual Loren Rios Feres. Virgínia ressalta que colocaram piso na cozinha, nos dois banheiros dos alunos, no corredor, na secretaria, diretoria e sala de professores. Vão ficar faltando as cinco salas de aula e a previsão é terminar os trabalhos até o início do ano letivo, em fevereiro. “As melhorias estão sendo feitas por profissionais cedidos pela Secretaria de Serviços Urbanos e não pagar mão de obra, foi fundamental para que conseguíssemos fazer os trabalhos. As áreas eram de cimento grosso e com o piso, o ambiente ficará mais agradável para alunos e funcionários, o que também reflete na qualidade do ensino e na aprendizagem”.