Destaque »

Lídia Jordão faz palestra no 13º Encontro Mulheres com Direito

17 de maio de 2019 – 19:12 |

Lídia Jordão representou Minas Gerais, juntamente com mais nove mulheres da área do Direito, de outros estados do País. Ela foi convidada pela coordenação geral  do Encontro, através da Drª Fabiana Garcia. Para Jordão, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Política

Prefeitura promove melhorias na Escola Rural de Itaipu

Férias para alguns, trabalho para outros. A Escola Municipal Rural Eunice Weaver, no Distrito de Itaipu, recebe melhorias no telhado, piso na cozinha e banheiros, além de reforço na segurança com a reativação das câmeras de videomonitoramento. O investimento é feito com verbas do Governo Federal e recursos da escola, em parceria com a Administração Municipal através das Secretarias de Educação e Serviços Urbanos. A diretora da escola, Virgínia Castro Magalhães, informa que estão embocando calhas e correndo o telhado, trocando telhas, colocando piso em uma parte da escola, grade de segurança na secretaria, substituindo 8 portas, fazendo instalação de gás na área externa da cozinha, de acordo com as exigências da Vigilância Sanitária. Também estão reativando o alarme com câmeras, manutenção que dará mais segurança aos alunos e ao prédio. “Trocamos portas danificadas por ladrões que furtaram a escola no ano passado. Entraram na secretaria e furtaram objetos, colocamos grades, para reforçar a segurança no prédio”. A Escola Rural Eunice Weaver atendeu em 2018, 130 alunos de 4 a 18 anos, com educação infantil, ensino fundamental 1 e 2, além de oferecer ensino médio, à noite, em parceria com a Escola Estadual Loren Rios Feres. Virgínia ressalta que colocaram piso na cozinha, nos dois banheiros dos alunos, no corredor, na secretaria, diretoria e sala de professores. Vão ficar faltando as cinco salas de aula e a previsão é terminar os trabalhos até o início do ano letivo, em fevereiro. “As melhorias estão sendo feitas por profissionais cedidos pela Secretaria de Serviços Urbanos e não pagar mão de obra, foi fundamental para que conseguíssemos fazer os trabalhos. As áreas eram de cimento grosso e com o piso, o ambiente ficará mais agradável para alunos e funcionários, o que também reflete na qualidade do ensino e na aprendizagem”.