Destaque »

‘Parcerias Que Salvam Vidas’: Postos Rio Branco repassam 100 mil reais à Santa Casa de Araxá

16 de fevereiro de 2019 – 12:15 |

Na tarde da última sexta-feira, dia 08 de fevereiro de 2019, no auditório da Santa Casa de Misericórdia de Araxá, aconteceu importante evento de culminância da Campanha: ‘Parcerias Que Salvam Vidas’, entre a Rede de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Política

Bolsonaro assina decreto que facilita posse de armas

O presidente Jair Bolsonaro assinou na última terça-feira (15), em cerimônia no Palácio do Planalto, um decreto que facilita a posse de armas de fogo. O texto permite aos cidadãos residentes em área urbana ou rural fazer o pedido à Polícia Federal para manter arma de fogo em casa. Se cumprir os requisitos  poderá ter até quatro armas, limite que pode ser ultrapassado em casos específicos. “Todo e qualquer cidadão e cidadã, em qualquer lugar do país, por conta desse dispositivo, tem o direito de ir até uma delegacia de Polícia Federal, levar os seus documentos, pedir autorização, adquirir a arma e poder ter a respectiva posse“, declarou o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O direito à posse é a autorização para manter uma arma de fogo em casa ou no local de trabalho (desde que o dono da arma seja o responsável legal pelo estabelecimento). Para andar com a arma na rua, é preciso ter direito ao porte, cujas regras mais rigorosas e não foram tratadas no decreto.  O texto assinado por Bolsonaro modifica um decreto de 2004, que regulamenta o Estatuto do Desarmamento. O Estatuto dispõe sobre regras para posse e porte de arma no país. “Como o povo soberanamente decidiu por ocasião do referendo de 2005, para lhes garantir esse legítimo direito à defesa, eu, como presidente, vou usar esta arma”, disse Bolsonaro, mostrando uma caneta antes de assinar o decreto.