Destaque »

Semana Nacional do Livro e da Biblioteca em Araxá

15 de outubro de 2019 – 11:55 |

A  Secretaria de Educação promove durante o período de 21 a 26 de outubro, a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca. A programação foi pensada para atender todo o tipo de público …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Diversos

Culinária mineira é transformada em Plano Estadual de Gastronomia

O que é ser mineiro? Grandes autores mineiros se debruçaram sobre essa questão em suas obras. Carlos Drummond, em “A palavra Minas”, diz que “as montanhas escondem o que é Minas” e que “ninguém sabe Minas”: “só mineiros sabem”. “Minas – a gente olha, se lembra, sente, pensa”, escreveu Guimarães Rosa. É uma parte desse “segredo chamado Minas” que o Governo do Estado deseja compartilhar com outros estados e países por meio do Plano Estadual de Desenvolvimento da Gastronomia 2018–2021. Construído em parceria com chefs de cozinha, produtores, agricultores, donos de restaurante e todos os agentes do setor, o plano prevê investimentos de R$ 37,9 milhões em 55 iniciativas de valorização da gastronomia em Minas Gerais, criando um eixo estrutural de apoio e cooperação entre as esferas pública e privada do setor. A grande novidade é que os diversos sabores e modos de fazer que compõem a gastronomia mineira, marca identitária de nossa gente, passam, agora, à condição de Política de Estado. De acordo com dados da Pesquisa de Demanda Turística, realizada pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG), a gastronomia foi eleita pelos visitantes, como a principal imagem do Estado. A cadeia produtiva da gastronomia mineira movimenta importantes setores da economia mineira e sinaliza a força e as potencialidades do setor, sendo responsável por quase um terço do PIB mineiro, o que o torna um setor estratégico para o desenvolvimento de estado. Minas Gerais conta hoje com hoje com 154 eventos gastronômicos e 19 roteiros estruturados nas regiões turísticas do Estado, de acordo com a Setur, além de 16 cursos de gastronomia. É também uma das regiões que tem mais produtos com certificado de origem e procedência e conta com 254 produtores de queijo minas artesanal registrados, em sete regiões: Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serro e Triângulo Mineiro.

Aula do Projeto Cozinha Inteligente