Destaque »

Morre Cláudio Macedo ex-jogador do Ganso

13 de novembro de 2019 – 18:13 |

Morreu na madrugada da última quarta-feira, dia 12 de novembro, Cláudio de Mello Macedo, ex- lateral do Araxá Esporte Clube na década de  70. Cláudio de Mello Macedo, o Cláudio, ex-zagueiro do Palmeiras, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Diversos, Turismo

Artistas que começaram no FestNatal comemoram 10 anos de carreira

“O FestNatal foi onde eu nasci como artista de teatro”. A declaração emocionada é de Sara Ingrid Melchior Teodoro, de 22 anos que há 10 anos conquistou  a primeira oportunidade de demonstrar sua arte para o grande público no evento.  “Eu comecei fazendo oficinas onde eu aprendi técnicas de clown e várias técnicas sobre teatro em geral”, relembra. A oficina que Sara participava era uma realização da Fundação Acia e culminou numa peça chamada “Presente para Todo Mundo”. “Um texto lindo sobre o Natal onde pastores com suas ovelhas, coelhinho da Páscoa e vários outros personagens infantis se encontravam para celebrar o Natal na casa do Menino Jesus. Também apresentamos o auto de Natal com toda a história do menino Jesus e fiz ainda trabalhos como duende do Papai Noel e como palhaço entretendo as crianças”, conta. Sara ressalta que na época conheceu muitas pessoas, ouviu muitas histórias e que isso a engrandeceu enquanto artista. “Não é à toa que o festival tem 10 anos. Eu tenho 22, ou seja, metade da minha vida foi dedicada ao FestNatal.  Eu aprendi muita coisa ali”, ressalta. “Só tenho a agradecer a organização que trabalha formando pessoas, artistas, cidadãos… Se não fosse o FestNatal hoje muita coisa que aconteceu na minha vida não teria acontecido”. Assim como Sara dezenas de artistas locais estrearam nos palcos do FestNatal Araxá e muitos  têm  motivos de sobra para comemorar os 10 anos do evento e de carreira. Foi um período de crescimento, formação de público e respeito pela arte. “No início a gente tinha aulas de teatro que a Fundação Acia proporcionava pra gente através de oficinas com profissionais de Belo Horizonte. Começamos com intervenções, depois fomos colocando peças tanto nossas como de nossos alunos no festival”, explica César Wender Matheus Teixeira Ferreira da Luz. Uma história para se orgulhar, um incentivo para continuar investindo naquilo que é mais precioso num festival natalino: as pessoas. “Eu acho esse conceito do FestNatal de voltar os investimentos para dentro da própria cidade muito importante para desenvolver toda a classe artística. Muito feliz em participar”, finaliza Cesar.