Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Notícias

Cientistas do Cerrado 2018 tem culminância com premiação do projeto de Educação Ambiental

Um projeto de educação ambiental com ações interdisciplinares que atende mais de 1500 alunos de 28 escolas municipais, estaduais e particulares de Araxá. As atividades de encerramento do projeto Cientistas do Cerrado- ediçãao 2018 tiveram início na última terça-feira, dia 27 de novembro com as apresentações teatrais, no Teatro Municipal de Araxá. O projeto de educação ambiental é promovido com os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental, uma iniciativa da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), em parceria com a Administração Municipal, através da Secretaria Municipal de Educação e da Superintendência Regional de Ensino de Uberaba, Polo Araxá. O ‘Cientistas do Cerrado’ é promovido há 16 anos, vai de abril a novembro, período em que os alunos participam de atividades interdisciplinares com ações pedagógicas que promovem a aquisição de conhecimento. São oferecidas oficinas sobre fauna e flora do Cerrado, sobre nióbio e desenvolvimento sustentável, plantas medicinais, visita à CBMM, à Fundação Cultural Calmon Barreto e às Termas. Segundo a encarregada do Departamento de Projetos da Secretaria de Educação, Vanessa Rocha Borges, “ os alunos desenvolvem ações que contribuem para que sejam cidadãos mais conscientes. O projeto trabalha meio ambiente, história e as riquezas minerais de Araxá. Os estudantes enriquecem o vocabulário, melhoram a escrita e leitura, interfere em todo o comportamento educativo na escola”. O assistente de Serviço de Meio Ambiente da CBMM, Aloísio Leandro da Silva, ressalta que a proposta do projeto é fortalecer as parcerias com a Secretaria Municipal de Educação, a Superintendência Regional de Ensino e com as demais instituições que colaboram de forma voluntária no desenvolvimento do trabalho. As ações são promovidas com o intuito de trazer mais compromisso, responsabilidade e aprendizado para os alunos nas questões que envolvem consciência ambiental, valorização do patrimônio histórico, cultural e das riquezas da região. Aloiso disse ainda que,  “os estudantes se envolvem, se interessam, trabalham as atividades propostas. Agora é um momento de fazer o fechamento proporcionando uma certa condição de lazer, com uma peça de teatro sobre educação ambiental voltada para essa faixa etária, com linguagem adequada para esse público”.

Nesta semana o teatro Municipal recebeu alunos de todas as escolas para assistirem a peça de teatro “A fantástica viagem ao Futuro”, produzida pelo grupo Reticências, de Belo Horizonte. Entre as atividades de encerramento do projeto também aconteceu a entrega de certificados de participação e do kit pedagógico para os estudantes que se destacaram em cada categoria. Os trabalhos foram avaliados por uma comissão que premiou os destaques dos concursos de redação, prosa, poesia, desenho, panfleto, história em quadrinhos e paródia. “Este ano ampliamos a premiação e 60 estudantes vão ganhar o kit pedagógico. Eles também receberam um dos primeiros certificados da vida escolar, participam da solenidade de formatura e recebem o certificado de Cientista do Cerrado”, destaca Aloísio.

A estudante Ruth da Silva Gouveia, tem 10 anos e estuda na Escola Estadual Delfim Moreira, ela conta que foi muito bom participar.  “Me fez enxergar a natureza e o cerrado de outra forma. As oficinas e as visitas me ajudaram a aprender mais”.

O aluno da Escola Municipal de Aplicação Lélia Guimarães, Kelvin da Costa Silva, tem 9 anos e revela que achou muito importante. “Nossa oficina foi sobre as águas de Araxá e fizemos uma visita às Termas. As águas me chamaram a atenção, foi muito interessante”

Entre os parceiros do projeto Cientistas do Cerrado estão a Reserva Ecocerrado Brasil, a Polícia Militar de Meio ambiente, o Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA), através da Sala Verde, o Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá, o Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá), o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e a Fundação Cultural Calmon Barreto.