Destaque »

Cientistas descobrem Cobras que voam 24 metros

12 de julho de 2020 – 1:27 |

As chamadas cobras voadoras são capazes de ondular seus corpos enquanto deslizam pelo ar, e esses movimentos únicos permitem que elas voem, descobriram os cientistas. O animal, chamado de Chrysopelea paradisi, também conhecido como “a …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Destaque, Notícias

Estradas mineiras registram 25 mortes no feriado prolongado

As estradas que cortam Minas Gerais novamente foram palcos de tragédias em mais uma feriado prolongado. De quinta-feira a domingo, durante a Operação de Nossa Senhora Aparecida, foram registrados 25 mortes em acidentes, uma média de seis por dia. O número teve uma leve queda em relação ao mesmo recesso do ano passado, quando 26 pessoas perderam a vida. Os dados foram divulgados na tarde desta segunda-feira pelas polícias Rodoviária Federal e Militar Rodoviária (PMRv). As estradas estaduais e as federais sob responsabilidade do Comando do Policiamento Rodoviário (PMRv) foram mais violentas. De quinta-feira a domingo, foram registrados 20 mortes em acidentes, média de quatro por dia. O número é o mesmo do registrado no mesmo recesso do ano passado.  A operação do feriado teve início nos primeiros minutos de quinta-feira, e terminou 23h59 desse domingo. Neste período, segundo dados da PMRv divulgados na tarde desta segunda-feira, foram registrados 63 acidentes sem vítimas, 118 com pessoas feridas, e 13 com mortes. Ao todo, 202 ocupantes de veículos acidentados ficaram feridos, o número é inferior do registrado em 2017, quando 207 pessoas ficaram feridas. No ano passado, também 20 pessoas perderam a vida nas rodovias estaduais. Já nas rodovias federais, cinco pessoas perderam a vida em acidentes. Ao todo, foram registradas 128 ocorrências. Além das mortes, 204 feridos foram socorridos. No ano passado, foram registradas 161 batidas, que resultaram em seis mortes. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) ressaltou a atenção dos motoristas durante as viagens. “Agradecemos a colaboração da maioria dos motoristas que dirigiram de forma mais consciente”, indicou.