Destaque »

Lídia Jordão faz palestra no 13º Encontro Mulheres com Direito

17 de maio de 2019 – 19:12 |

Lídia Jordão representou Minas Gerais, juntamente com mais nove mulheres da área do Direito, de outros estados do País. Ela foi convidada pela coordenação geral  do Encontro, através da Drª Fabiana Garcia. Para Jordão, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Diversos, Notícias

PMA apresenta projeto de Viaduto da Rua Uberaba em Audiência Pública

Na manhã do último dia 26, a Câmara Municipal de Araxá promoveu, junto à Prefeitura, uma Audiência Pública, que foi realizada para a apresentação do Projeto de Construção do Viaduto na confluência da Avenida João Paulo II com Rua Uberaba. O evento aconteceu no Teatro Municipal de Araxá.Uma equipe do Poder Executivo, com membros da empresa responsável pelo Projeto, apresentou aos Vereadores, Imprensa e Comunidade em geral, os diversos pontos da proposta, que visa melhorar a fluidez do trânsito naquela região, que é local constante de acidentes e outros problemas de tráfego. O Secretário de Serviços Urbanos e Obras Públicas, Sebastião Donizete abriu a  apresentação da proposta, reforçando que, antes de chegar ao projeto atual, diversos ensaios foram feitos, visando o menor impacto à comunidade local e economia de recursos. “Tentamos fazer sem a desapropriação na região, mas isso se mostrou inviável, tanto quanto, a ideia com a desapropriação de apenas um dos lados da Avenida Uberaba e João Paulo II. Assim, chegamos a estrutura que hoje temos projetada, com o viaduto no Eixo da Rua Uberaba. Os estudos do projeto e do impacto na vizinhança foram apresentados ao Conselho de Meio Ambiente (Codema) e aprovados pelo Conselho”, disse Donizete. Os investimentos para a construção são oriundos de recursos próprios da municipalidade. Nas desapropriações foram aplicados R$ 7 milhões e 100 mil, em 22 imóveis desapropriados. Todas já foram pagas. Na execução da obra, serão colocados R$ 7,5 milhões e a obra tem prazo de execução previsto para oito meses. O engenheiro de tráfego e pesquisador na área de viadutos, Farney Aurélio Alcântra, da Solar Engenharia, apresentou os pontos positivos e negativos que foram levantados com os estudos de tráfego e impactos, dentre outras pesquisas que foram feitas para conceber a proposta. O engenheiro explicou que o ponto de implantação do viaduto está em duas vias importantes da cidade, que são Vias Estruturantes. O intenso fluxo, que foi percebido no localdos estudos, numa projeção para daqui dez anos, pode piorar, deixando o trânsito ainda mais lento nos horários de pico e possibilitando mais acidentes na região. “Onde tem mais fluxo de veículo, consequentemente pode ter mais acidentes. Somado a isso, a topografia naquela região não é favorável, especialmente na Rua Uberaba, que é um vale e é onde as pessoas chegam com velocidade mais imprudente”, destacou o pesquisador. Após a explanação do projeto, Vereadores fizeram perguntas e expuseram suas opiniões com relação à construção do viaduto. Representantes da comunidade e da imprensa, presentes na Audiência Pública, também puderam formatar perguntas e esclarecer dúvidas relacionadas a proposta.Finalizando, o Presidente da Casa disse que a Câmara está cumprindoo que for determinação do Poder Legislativo em relação ao regimento e ao rito:“O Poder Legislativo cumpre o seu papel e reforça com a sociedade o compromisso em trabalhar com seriedade e transparência”, encerrou.