Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Diversos, Notícias

PMA apresenta projeto de Viaduto da Rua Uberaba em Audiência Pública

Na manhã do último dia 26, a Câmara Municipal de Araxá promoveu, junto à Prefeitura, uma Audiência Pública, que foi realizada para a apresentação do Projeto de Construção do Viaduto na confluência da Avenida João Paulo II com Rua Uberaba. O evento aconteceu no Teatro Municipal de Araxá.Uma equipe do Poder Executivo, com membros da empresa responsável pelo Projeto, apresentou aos Vereadores, Imprensa e Comunidade em geral, os diversos pontos da proposta, que visa melhorar a fluidez do trânsito naquela região, que é local constante de acidentes e outros problemas de tráfego. O Secretário de Serviços Urbanos e Obras Públicas, Sebastião Donizete abriu a  apresentação da proposta, reforçando que, antes de chegar ao projeto atual, diversos ensaios foram feitos, visando o menor impacto à comunidade local e economia de recursos. “Tentamos fazer sem a desapropriação na região, mas isso se mostrou inviável, tanto quanto, a ideia com a desapropriação de apenas um dos lados da Avenida Uberaba e João Paulo II. Assim, chegamos a estrutura que hoje temos projetada, com o viaduto no Eixo da Rua Uberaba. Os estudos do projeto e do impacto na vizinhança foram apresentados ao Conselho de Meio Ambiente (Codema) e aprovados pelo Conselho”, disse Donizete. Os investimentos para a construção são oriundos de recursos próprios da municipalidade. Nas desapropriações foram aplicados R$ 7 milhões e 100 mil, em 22 imóveis desapropriados. Todas já foram pagas. Na execução da obra, serão colocados R$ 7,5 milhões e a obra tem prazo de execução previsto para oito meses. O engenheiro de tráfego e pesquisador na área de viadutos, Farney Aurélio Alcântra, da Solar Engenharia, apresentou os pontos positivos e negativos que foram levantados com os estudos de tráfego e impactos, dentre outras pesquisas que foram feitas para conceber a proposta. O engenheiro explicou que o ponto de implantação do viaduto está em duas vias importantes da cidade, que são Vias Estruturantes. O intenso fluxo, que foi percebido no localdos estudos, numa projeção para daqui dez anos, pode piorar, deixando o trânsito ainda mais lento nos horários de pico e possibilitando mais acidentes na região. “Onde tem mais fluxo de veículo, consequentemente pode ter mais acidentes. Somado a isso, a topografia naquela região não é favorável, especialmente na Rua Uberaba, que é um vale e é onde as pessoas chegam com velocidade mais imprudente”, destacou o pesquisador. Após a explanação do projeto, Vereadores fizeram perguntas e expuseram suas opiniões com relação à construção do viaduto. Representantes da comunidade e da imprensa, presentes na Audiência Pública, também puderam formatar perguntas e esclarecer dúvidas relacionadas a proposta.Finalizando, o Presidente da Casa disse que a Câmara está cumprindoo que for determinação do Poder Legislativo em relação ao regimento e ao rito:“O Poder Legislativo cumpre o seu papel e reforça com a sociedade o compromisso em trabalhar com seriedade e transparência”, encerrou.