Destaque »

Presidente eleito Jair Bolsonaro é diplomado pelo TSE

11 de dezembro de 2018 – 12:18 |

O Tribunal Superior Eleitoral diplomou na  segunda-feira (10) o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e o vice, Hamilton Mourão.
Jair Bolsonaro chegou cedo na base aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. Estava acompanhado da mulher Michele, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Educação, Notícias

Cidades do Triângulo e Alto Paranaíba recebem fiscalização do Crea-Minas

No período de 24 a 29 de setembro de 2018, cerca de 30 cidades das regiões do Triângulo e Alto Paranaíba serão fiscalizadas pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas). A Fiscalização Regional Dirigida (FRD), especializada no agronegócio, irá fiscalizar as cédulas de crédito rural registradas nos municípios dessas regiões. A FRD contará com dez fiscais que percorrerão todos os cartórios da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Os locais foram selecionados a partir de solicitações de diversos profissionais e empresas dos municípios das regiões. “A fiscalização especializada do agronegócio ampliou o mercado de trabalho de profissionais da área tecnológica e diminuiu o número de autuações, uma vez que aumentou o registro das Anotações de Responsabilidade Técnica e, acima de tudo, beneficiou os produtores rurais”, comenta o supervisor de Fiscalização do Agronegócio do Crea-Minas, engenheiro agrônomo Emílio Mouchrek. As ações de fiscalização têm como objetivo a constatação da regularidade nas atividades de base tecnológica, verificando se há responsável técnico através do registro das empresas, bem como a Anotação de Responsabilidade Técnica (A.R.T). O supervisor da região do Triângulo Mineiro do Crea-Minas, Rodrigo Borges, explica que essa FRD busca intensificar a fiscalização de crédito rural que já ocorre cotidianamente na região. “O número de cédulas de crédito rural sem A.R.T é elevado e, consequentemente, há muitos casos em que não há responsável técnico. Logo, essa fiscalização é essencial para evitar essas situações e diminuir este número”, reforça  o supervisor.