Destaque »

Zema se reúne com Bolsonaro para discutir dívida de MG com a União

18 de janeiro de 2019 – 17:22 |

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e o vice-governador, Paulo Brant (Novo), se reuniram com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Brasília, no Distrito Federal, nesta quarta-feira (16). Entre os assuntos tratados na …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Saúde

Sarampo teria matado mais de 60 pessoas em Minas Gerais em 2018

Sessenta e três casos suspeitos de sarampo estão em investigação em Minas Gerais, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES). Outros 55 casos suspeitos foram descartados neste ano. No estado, não há casos confirmados de sarampo. A vacina contra sarampo pode ser aplicada em adultos e crianças. Para prevenir a doença, uma campanha nacional de multivacinação começou na última segunda-feira (6). Todas as crianças de 1 a 4 anos devem se vacinar contra a poliomelite e o sarampo. O objetivo é estimular a atualização da caderneta de vacinas das crianças. A baixa cobertura vacinal de doenças como sarampo e poliomielite preocupa as autoridades. Quem for viajar para os estados de Roraima e do Amazonas, onde há registro da doença, precisa tomar a vacina dez dias antes do embarque. Nas crianças são duas doses da vacina contra o sarampo. A primeira deve ser tomada aos 12 meses e um reforço com um ano e três meses de idade. Durante a campanha, a criança que já tomou as duas doses deve receber mais um reforço. Quem tem de 2 a 29 anos, caso não tenha registro de dose da tríplice ou tetraviral, deverá receber duas doses com intervalo de no mínimo 30 dias da primeira dose. Pessoas com idade entre 30 a 49 devem receber apenas uma dose. A partir dos 50 anos, não é necessária a vacinação porque as pessoas são consideradas imunes.  A campanha de vacinação vai até o dia 31 de agosto.