Destaque »

Eleições Municipais: Araxá já tem 77.110 eleitores aptos á votar este ano

14 de julho de 2020 – 17:02 |

Em função da pandemia do Coronavírus, no Brasil, a Justiça Eleitoral decidiu adiar o pleito municipal deste ano, para o dia 15 de novembro. Como no município de Araxá não há segundo turno nas eleições …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Destaque

Eike Batista visita Araxá

A potencialidade de Araxá dentro do agronegócio, mineração e turismo chamou a atenção do ilustre empresário brasileiro Eike Batista. Considerado o homem mais rico da América Latina, com fortuna avaliada, em 2011, em cerca de R$ 50 bilhões, o empresário nascido em Governador Valadares, Minas Gerais, é grande investidor em energia, petróleo e outros segmentos da economia mundial.
Eike chegou ao aeroporto de Araxá por volta de 14h, no último dia 12, em seu jato particular, sendo recebido pelo prefeito de Araxá, Jeová Moreira da Costa, pela secretária Alda Sandra, o assessor jurídico André Sampaio e o responsável pelo aeroporto, Fabiano Cotta. Pouco depois, seguiu com sua equipe, de helicóptero, em voo sobre a região do município.
Em conversa com Jeová, Eike mostrou-se muito satisfeito por visitar a cidade, conhecida internacionalmente, demonstrou interesse de retornar em outra oportunidade para conversar com o chefe do Executivo. O motivo de sua vinda à cidade não foi revelado. Araxá vive um momento de muita especulação quanto à implantação de uma nova mineradora para exploração de terras-raras, como divulgado na edição da semana passada, o que traz forte suspeita de que esta visita possa estar ligada à exploração das terras-raras descobertas no Barreiro, uma vez que ele atua também na área de mineração.
Em uma reportagem de Marcelo Portela, em O Estado de São Paulo, do dia 28 de março de 2011, intitulada “Brasil ignora minerais estratégicos”, ele conta que “numa palestra em Minas Gerais, no fim do ano passado (2010), o empresário Eike Batista declarou que estava mapeando algumas áreas. ‘Terras-raras são os metais do futuro’”, disse, na ocasião. “O Brasil tem um potencial extraordinário, pode competir com a China. Pelo que já sei, nós temos uma reserva maior que a China”, completou. Após o discurso, porém, evitou entrar em detalhes sobre novas reservas.