Destaque »

Francelino Cardoso Júnior: Levando a vida contando boas histórias

21 de setembro de 2018 – 16:59 |

No final da semana que passou ( sexta-feira, dia 14 de setembro),  os pequenos alunos da Escola Municipal Alice Moura de Araxá, foram presenteadas com a visita do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte, Turismo

Araxá sediou o 1º Encontro Nacional de GoldWing

Leonardo Teixeira – operador de máquinas

Anderson Magno – policial militar

A rotina no trânsito das principais ruas, avenidas de Araxá e principalmente do Parque Termal e Hoteleiro do Barreiro, foi mudada completamente, no último final de semana, com a invasão de mais de 200 motos da marca Honda ‘ GoldWing’.  A cidade, sediou o 1º Encontro Nacional de GoldWing’, que são motocicletas  grandes, quase um exagero de máquina potente sobre duas rodas.  E por que não dizer a materialização do sonho da maioria dos motoqueiros que gostam de se esbaldar numa estrada? Afinal, com seu imenso motor de 1800 cc de cilindrada, a Honda GL 1800 Goldwing é o que se pode chamar de estradeira por excelência. A seu favor essa moto tem o conforto sem igual, o desempenho do poderoso motor e a melhor proteção aerodinâmica disponível numa estrada, mas infelizmente seu preço tornou-se seu pior pesadelo. Ela custa na Europa mais que muitos carros do segmento médio-grande, inclusive, e atualmente pode-se dizer que poucos podem se dar ao luxo de ter uma moto dessas na garagem. A Goldwing chega a ser tão confortável e veloz que a Honda resolveu equipá-la com controlador eletrônico de velocidade, limitando sua velocidade máxima a 250 km/hora. A moto é superpesada, 360 quilos a seco, e este talvez seja um de seus maiores inconvenientes. Ela tem 118 cv de potência máxima e muito torque (167 Nm), bem aproveitado em qualquer rotação. A suspensão conta com sistema monoamortecimento e é do tipo progressivo ProLink.  Para o empresário paulista  Jorge Marçal do Couto, “essa moto é uma máquina muito potente. O  motor exibe seis cilindros do tipo “boxer”, mais utilizado em automóveis que em motocicletas, e a Goldwing tem o requinte de possuir equipamentos raramente vistos até mesmo em automóveis, como rastreador via satélite e um eficiente equipamento de CD-player; é tudo de bom”. Já o policial militar de Belo Horizonte, Anderson Magno, que também participou do encontro com sua moto, “ a gente juntou essas super motos, com a beleza natural da cidade de Araxá. Uma combinação perfeita, e a paixão pela máquina existe a muito tempo, pois eu já viajo de moto desde de 2002 e a vontade de andar só aumenta. É uma moto que chama muito a atenção, pois ela tem um tamanho enorme, com 1800 cilindradas, é uma máquina segura, com airbag,   tem a marcha ré que ajuda nas manobras,  é uma moto completa. Dependendo do ano de fabricação, essa moto pode variar no preço entre 50 e 130 mil reais.”  As máquinas, chamaram a atenção de muita gente, que foi ao Barreiro no final de semana.  O operador de máquinas Leonardo Teixeira, veio da cidade de Medeiros, só para ver as motos gigantes. Ele disse que, “ é bonito demais. É um sonho de consumo de todo mundo que gosta de moto. Eu tenho uma simples, mas não chega nem aos pés dessas maravilhas.”  O Encontro de Araxá aconteceu entre os dias 20 e 22 de abril e teve várias atividades na programação:  passeio pela cidade, concentração no largo do Grande Hotel e integração entre os motociclistas, queima de fogos e  show com banda dos anos 70.