Destaque »

Araxá realiza 10ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

14 de novembro de 2018 – 17:47 |

Foi realizada na última terça-feira, dia 13 de novembro, na Pousada Dona Beja, a  10ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Araxá. O evento reuniu representantes de entidades e …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Turismo

Estado investe para fortalecer Minas Gerais como destino turístico gastronômico

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

Aula do Projeto Cozinha Inteligente

O sucesso na arte de cozinhar dos mineiros remonta às suas raízes e história. Os pratos simples das primeiras décadas de povoamento da região das minas foram ganhando mais sabor, com ingredientes e temperos com gostinho de casa de Vó – e se tornaram uma das mais ricas e apreciadas comidas típicas de todo o país. Compreendida como um dos principais valores da cultura mineira, a gastronomia vem sendo alavancada, desde 2015, pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), com ações sistemáticas de incentivo e desenvolvimento. O investimento do Estado no segmento integra o Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa. A iniciativa inédita e estratégica, com cerca de R$ 20 milhões investidos, até o momento, em ações diretas e indiretas, busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para Minas Gerais. Estima-se que haja mais de 250 mil empresas no Brasil na área da Indústria Criativa. Até o fim de 2018, serão investidos mais de R$ 50 milhões pelo Governo do Estado em editais de fortalecimento e valorização de setores como gastronomia, audiovisual, design, moda, música e novas mídias. Entre as ações voltadas à gastronomia já consolidadas estão os editais públicos abertos anualmente. Os três editais de incentivo a festivais gastronômicos realizados pela Codemig até o momento somam investimento da ordem de R$ 3 milhões. Com isso, já foram beneficiados cerca de 30 projetos em mais de 20 municípios mineiros. O aporte oferecido contemplou 12 dos 17 Territórios de Desenvolvimento mineiros, do Norte ao Sul, passando pelo Alto Jequitinhonha, Vale do Aço, Noroeste e outros. “O público é muito receptivo à culinária que apresentamos. Posso dizer que as pessoas ficam encantadas com a diversidade dos pratos com frango caipira, que incluem jabuticaba com pirê de inhame e queijo curado do Serro, frango com limão rosa e pimentões coloridos e ervas que são bem inusitados na gastronomia”, ilustra a idealizadora e produtora do 13º Festival de Gastronomia Frango Caipira de São Gonçalo, Cleide Greco. Toda essa estratégia de desenvolvimento econômico foi consolidada no Programa +Gastronomia, lançado em maio de 2017 pelo Governo. A iniciativa envolve diversas instâncias da administração estadual, incluindo a Codemig, em conjunto com a sociedade civil e a iniciativa privada, para valorizar toda a cadeia produtiva da gastronomia, do campo à mesa, reconhecendo-a como setor estratégico para o desenvolvimento sustentável do Estado de Minas Gerais. A política tem o objetivo de orientar as ações governamentais voltadas ao fortalecimento da gastronomia mineira e de toda a cadeia produtiva: segmentos da produção de insumos, de abastecimento e armazenamento, de comércio, de indústria e de serviços. O +Gastronomia pauta-se pela preservação das tradições gastronômicas e pelo reforço da identidade local e do senso de comunidade, além de mirar a busca da sustentabilidade socioeconômica e ambiental. “É muito importante o incentivo do Governo de Minas Gerais porque esses festivais têm muitos desdobramentos para as localidades, como desenvolvimento econômico, além de uma sensação de pertencimento à cultura local. Os saberes locais têm um grande valor cultural para o Estado porque o mineiro tem uma imagem de seu povo vinculado à culinária. E quando governo apoia a gastronomia, vai fortalecer a identidade gastronômica e os vínculos sociais.