Destaque »

Presidente e novo Diretor Industrial da CBMM destacam importância do relacionamento com a cidade

9 de dezembro de 2017 – 11:59 |

Na noite da última terça-feira, dia 05 de dezembro de 2017, a direção da empresa CBMM, se reuniu com profissionais da imprensa araxaense num encontro tradicional de confraternização de fim de ano, no salão …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Esporte

Após campanha histórica, Ganso é vice-campeão mineiro sub-20

Araxá Esporte fez duelo alvinegro na final do Campeonato Mineiro Sub-20, foi goleado pelo Atlético e teve sonho de título inédito adiado.

Pelo enviado especial: Caio César Aureliano

                                                                              Tem fotos

O Araxá Esporte representou o futebol das categorias de base da cidade ao enfrentar o Atlético na final do Campeonato Mineiro Sub-20. Mais do que uma decisão, a presença do Araxá representou uma paixão de toda uma grande torcida de um município da região do Alto Paranaíba que fez questão de está presente na tarde de sábado, 11, na Arena do Calçado, em Nova Serrana. Ao final dos 90 minutos, quem conquistou o título foi o Atlético com 4 a 0 para cima do Araxá, mas, nada de tristeza para os torcedores do time araxaense que deram apoio ao Ganso.

Antes de chegar à final, a história da equipe do interior mineiro começou com grande campanha na primeira fase alcançando 27 pontos, 8 vitórias, 3 empates e nenhuma derrota em 11 jogos disputados, 34 gols marcados, 10 sofridos, saldo positivo de 24 gols, ficando atrás do Atlético, mas a frente de Cruzeiro e América na classificação. Quando chegou ao hexagonal, o Araxá continuou trilhando o caminho das vitórias e ostentou 17 jogos de invencibilidade em todo o Campeonato Mineiro Sub-20. Quando chegou na 7ª rodada, uma derrota inesperada em casa para o Figueirense e um resultado nada agradável diante do Atlético na Cidade do Galo. Depois, o Araxá voltou a vencer e garantiu a tão sonhada vaga para a Taça São Paulo de Futebol Júnior de 2018 como campeão do interior e a presença na final do Mineiro Sub-20 contra o Atlético.

O Araxá Esporte fez história na competição promovida pela Federação Mineira de Futebol (FMF) e queria realizar um sonho: ser campeão. No outro lado, tinha o Atlético, experiente nas categorias de base, e sabia o que precisava ser feito para conquistar o caneco da edição 2017 marcada por novo formato que é a disputa da final em partida única e teve a concordância de todos os times participantes.

No decorrer dos 90 minutos da decisão, o Atlético foi mais eficiente nas jogadas ofensivas e fez 3 a 0 já no primeiro tempo com Marco Túlio, aos 9 minutos, Yuri, contra, aos 20 minutos, e Welinton, aos 27 minutos. Com 3 a 0 para o Galo, a missão do Ganso ficou ainda mais complicada e o Atlético apostou nos contra golpes. Aos 43 minutos da etapa final, o gol que decretou o marcador. Lucas recebeu na frente, fintou o goleiro Germano Macarrão e assinalou 4 a 0.

Após o apito final, jogadores de Atlético e Araxá receberam os troféus e medalhas de campeão e vice. Em um exemplo de amor ao clube, a torcida aplaudiu a equipe do Araxá Esporte pela campanha histórica no Mineiro Sub-20. No somatório da primeira fase com o hexagonal e a final, foram 49 pontos ganhos em 21 jogos, com 15 vitórias, 4 empates e apenas 2 derrotas ao longo de todo o campeonato. O Ganso marcou 45 gols, sofreu 17 e ficou com saldo positivo de 28 gols.

O Araxá foca na preparação para a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2018 que é sempre disputada em janeiro. A vaga foi conquistada, depois de ser campeão do interior mineiro pela quarta vez sendo três vezes com Gustavo Brancão, que treinou o Villa Nova nesta edição do Mineiro Sub-20, e Guiba, na atual temporada.

Araxá 0x4 Atlético

Araxá: Germano Macarrão; Yuri (Wilson), Michel, Vinícius e Gustavo Barros (Igor Rodrigues); Thomas (Kelve), Vinicius Meneses (Thiago), Lucas Coutinho e Marcus Vinícius (Gabriel Cunha); Caíque (Yago) e Yan. Treinador: Guiba

Atlético: Fernando Caixeta; Emanuel, Nathanael, Ruan e César; Cícero (Bruno), Renan (Wenderson), Daniel Penha e Welinton (Weverth Bilú); Marco Túlio (Lucas) e Anderson (Anderson Souza). Treinador: Ricardo Resende

Arbitragem: Paulo César Zanovelli da Silva, auxiliado por Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo e Richard Cristoffer da Silva Gabriel