Destaque »

Vem aí o Festival Saberes e Sabores de Araxá 2019

23 de agosto de 2019 – 17:01 |

Vem aí mais uma edição do delicioso e tradicional “Festival Saberes e Sabores de Araxá”- 2019. O evento cultural e gastronômico será realizado entre os dias …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Uma história de amor incondicional pela vida

Família araxaense participou de uma reportagem veiculada pelo Programa Fantástico, da Rede Globo no último domingo, 19. O casal Bruno Vieira e Tatiana Vieira, e o filho Pedro Henrique, a convite da TV Globo, estiveram em Belo Horizonte, no sábado, 18, para conhecer a bota produzida por Alexandro para que o seu filho Felipe, 13 anos, com paralisia motora, devido à falta de oxigênio no cérebro durante o parto, jogasse futebol, uma das suas maiores paixões. A bota é colocada na perna do garoto que juntou com a do pai para chutar a bola se transformando em um jogador só.

Segundo Bruno, o desenvolvimento desta bota representa um avanço muito grande no que tange a deficiência física. “A bota é presente de Deus a todos os pais e filhos com deficiência física, que conhecem a cada dia o poder da superação, que apesar das dificuldades e diferenças, entendem e lutam incansavelmente para que seus filhos tenham oportunidades iguais. Hoje eu entendo que Deus só coloca pessoas especiais na vida de pessoas especiais. Meu filho é responsável por todas as minhas conquistas. Se sou uma pessoa sensível e luto por oportunidades iguais é porque ele me ensinou a ser assim”, declarou o assistente social que tem 27 anos, sete dedicados a trabalhos que enfatizam a inclusão de deficientes na comunidade.

De acordo com o pai de Pedro Henrique, ele sentiu uma grande insegurança ao ver o seu filho andando pela primeira vez com a bota. “Senti, pela primeira vez, meu filho andando. Ele sentiu, pela primeira vez, como se a cadeira de rodas não fizesse parte de sua vida. Não que o problema seja a cadeira de rodas. A questão é que ninguém se prepara para ter um filho deficiente. Quando você vê uma mulher grávida, o desejo de todos é que o filho nasça saudável, forte, que seja um jogador de futebol, se for mulher, uma artista ou modelo”, descreveu o assistente social.

A mãe Tatiana Vieira também se emocionou com o encontro. “Não tem explicação de como nós estamos felizes, de como o Pedro Henrique ficou quando ele fez aquele gol e deu aquele sorriso”, complementou a mãe.