Destaque »

‘Rock Bocaína 2017’, agitou final de semana esportivo em Araxá

20 de outubro de 2017 – 20:49 |

Foram quatro dias de muita ação, adrenalina e integração esportiva, na realização da 3º edição do Rock Bocaína, que aconteceu no último fim de semana, entre os dias 12 e 15 …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Cultura, Educação

Lançado em Araxá o Programa Patrulha do Patrimônio

O Teatro Municipal de Araxá esteve lotado na manhã da última quarta-feira, 13, durante o lançamento do projeto cultural inédito de educação patrimonial e de incentivo ao turismo e à literatura. O Programa Patrulha do Patrimônio tem como objetivo a conscientização de alunos da rede municipal com visitação ao patrimônio histórico de Araxá e desenvolvimento de redações. O projeto formado por ‘patrulheiros-mirins de Araxá’, estudantes da rede municipal de ensino  entre 10 a 14 anos. A Patrulha do Patrimônio parte da necessidade de despertar uma sensibilização voltada para observação e preservação de bens culturais através da visitação dos alunos a Patrimônios Históricos da cidade. Em sequência, será realizado um concurso de criação e produção de redações por parte dos alunos das escolas municipais com tema sobre o que presenciaram e sentiram durante o passeio turístico cultural. O projeto é realizado pela Fundação Cultural Calmon Barreto, em parceria com as secretarias municipais de Educação e de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação Tecnológica.  “É um trabalho feito com o professor, alunos e todos os envolvidos ligados às áreas de turismo, cultura e educação de Araxá. Pra mim é, sem dúvida, um dos mais importantes projetos da cidade. Todos os patrimônios públicos são pontos turísticos da cidade, então uma cidade precisa conhecer sua história e ter como disciplina desde o ensino infantil a consciência cultural, histórica, turística e, conhecer realmente o que Araxá tem a oferecer. É através desse projeto que vamos formar futuros guias turísticos na cidade. Com essa descoberta do que temos, além de conservar, podemos formar empresários do trade turístico futuro. É um projeto de Araxá para o futuro de Araxá”, destaca a superintendente de Turismo, Régia Cortês. A secretária municipal de Educação, Gessy Glória, enfatiza a relevância do desenvolvimento do projeto também dentro de sala de aula. “Através da educação vamos conseguir colocar essa semente nas escolas para que nossos alunos possam, primeiramente, conhecer nosso patrimônio, principalmente o histórico, e aprender a conservar de modo geral os tipos de patrimônios que trazem benefícios para nós. Esse projeto vai fazer com que nossos alunos cresçam com essa ciência de preservar”, afirma a secretária de Educação. A presidente da FCCB, Annette Akel, se disse satisfeita com o público que abraçou a ideia e compareceu no lançamento. Ela destaca a importância das parcerias estabelecidas em prol do futuro dos estudantes e moradores de Araxá.“Ficamos muito felizes com o resultado e não esperávamos esse grande público no lançamento. Acredito que esse é o resultado da união de forças entre secretarias, Uniaraxá, Academia Araxaense de Letras, Sesc, Fundação Cultural Calmon Barreto e Prefeitura de Araxá. Essa união de forças é que nos surpreende. Estamos lançando esse projeto onde crianças e adolescentes estão se despertando para o direito de serem patrulheiros do patrimônios e de que são sujeitos da história, com o direito a defender, proteger e preservar o patrimônio”, avalia Annette Akel. Em sequência ao lançamento, será realizada a segunda etapa do projeto com a visitação dos alunos, entre os dias 25 e 29 de setembro, em frente a oito patrimônios históricos tombados, por meio de passeios turísticos culturais. Os passeios diários serão encerrados no pátio da Fundação Cultural Calmon Barreto, um dos oito bens tombados incluídos no trajeto, com lanche oferecido aos alunos e professores. Na etapa seguinte, professoras estudarão com seus alunos sobre os Bens Tombados visitados e os alunos produzirão textos – redações – sobre o que viram e sentiram. Na sequência, a Comissão Julgadora formada por membros da Academia Araxaense de Letras, Uniaraxá e sociedade civil analisará as redações. No dia 31 de outubro, acontecerá o evento de encerramento com entrega dos Troféus aos alunos vencedores das 10 melhores redações e às suas respectivas professoras, no Memorial de Araxá, das 8 às 9h30, com leitura dessas melhores redações. Um prêmio especial será dado aos vencedores, oferecido pelo FliAraxá 2017, onde os alunos terão lugar cativo em uma das oficinas sobre produção de texto ministrada por um dos convidados especiais do evento literário.