Destaque »

‘Rock Bocaína 2017’, agitou final de semana esportivo em Araxá

20 de outubro de 2017 – 20:49 |

Foram quatro dias de muita ação, adrenalina e integração esportiva, na realização da 3º edição do Rock Bocaína, que aconteceu no último fim de semana, entre os dias 12 e 15 …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Saúde

Vacina contra HPV é estendida para homens e mulheres de até 26 anos

A Fundação Municipal de Saúde vai estender, a partir da próxima semana, a vacinação de HPV para homens e mulheres de até 26 anos, seguindo a  orientação do Ministério da Saúde. A vacina para este público é por tempo limitado enquanto houver estoque com prazo de validade até setembro de 2017. A decisão do Ministério da Saúde, de  caráter temporário, foi aprovada durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), composta por representantes do governo federal, estados e municípios. Após o fim do estoque a  orientação do Ministério da Saúde é que a vacina continue sendo administrada apenas no público-alvo (9 a 15 anos), explica Amariles Borba, diretora de Vigilância e Saúde da Fundação Municipal de Saúde-FMS. Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação do Ministério da Saúde é o esquema vacinal com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses. As pessoas que tomarem a primeira dose neste período, excepcionalmente, terão as duas doses subsequentes garantidas no SUS. “É importante tomar as três doses para que a cobertura da vacina seja eficaz”,reforça Amariles Borba.  A  vacinação de rotina do HPV,que tem como  público-alvo os meninos na faixa etária de 11 a 15 anos e meninas de 9 a 15 anos, deve ser mantida com duas doses, sendo aplicada com intervalo de seis meses entre elas. A vacina HPV Quadrivalente é segura, eficaz e é a principal forma de prevenção contra o aparecimento do câncer do colo de útero, 4ª maior causa de morte entre as mulheres no Brasil. Nos homens protege contra os cânceres de pênis, orofaringe e ânus. Além disso, previne mais de 98% das verrugas genitais, doença estigmatizante e de difícil tratamento. Também fazem parte do público-alvo da vacina os transplantados de órgãos sólidos, de medula óssea ou pacientes oncológicos de 9 a 26 anos. Os serviços que atendem essa população devem ofertar a vacina HPV na rotina de trabalho.