Destaque »

Começou o Fliaraxá 2017: Até domingo Araxá respira arte, cultura e conhecimento

17 de novembro de 2017 – 21:43 |

O Ministério da Cultura e o Circuito CBMM de Cultura estão apresentando  a sexta edição do Fliaraxá – Festival Literário de Araxá, que teve início na última quarta-feira, dia 15 de novembro de 2017 e …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Sem categoria

Triatleta infantojuvenil, Rodrigo Porfírio, conquista grande resultado em Palmas-TO

Seguindo os passos de sua mãe Catarina, o jovem triatleta de apenas 10 anos, Rodrigo Almeida Porfírio, continua treinando triátlon e vem ganhando condicionamento físico específico para sua idade e conquistando seu espaço no esporte. No último dia 9 de julho, Rodrigo viajou longe para disputar o Campeonato Brasileiro Infantil e Infantojuvenil de Triathlon. Mais de 150 competidores de vários Estados do Brasil e de alguns países da América do Sul, com idades entre 8 e 16 anos, masculinos e femininos, divididos em várias categorias disputaram a prova na Praia de Graciosa, em Palmas, no Tocantins. Além da longa distância, o atleta araxaense teve que enfrentar uma adaptação à mudança climática, saindo de Araxá com temperatura que variava de 9 a 19 graus para um calor que variou de 20 a 32 graus, com baixa umidade do ar e ventos fortes que chegaram a 24km/h. Rodrigo nadou, pedalou e correu, conquistando o oitavo lugar na categoria 11 anos [apesar de estar ainda com 10 anos, com porte físico compatível a sua idade, o regulamento exigiu que ele competisse na categoria 11 anos]. Fez um tempo que lhe daria a terceira colocação, direito a pódio e troféu se pudesse competir com os atletas de 10 anos. Feliz com o desempenho e resultado do filho, a triatleta Catarina Almeida Porfírio contou que Rodrigo fez uma excelente prova: “Ele foi o único do Estado de Minas Gerais na categoria, melhorou a desenvoltura na água e o seu tempo final, fez tudo certinho, sem penalidade, cumprindo as rigorosas regras de um campeonato brasileiro, o que não é fácil para uma criança”, explicou. Orgulhoso, seu pai, o oftalmologista Humberto Porfírio, também grande incentivador, não cansa de elogiar a vontade e determinação do filho “Digo”.

A prova que valeu vaga para o Sul-americano do Chile foi realizada pela Confederação Brasileira de Triathlon (CBTri), junto com a Federação Tocantinense de Triathlon (FTTri).