Destaque »

Ganso vence Bétis e fará mais um jogo longe da torcida

16 de agosto de 2018 – 16:16 |

O time profissional do Araxá Esporte Clube, voltou à campo, na tarde da última quarta-feira, dia 15 de agosto ( feriado), para enfrentar o time do Bétis, pela terceira rodada da primeira fase do Campeonato …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Esporte

Araxá Esporte joga mal e cai para lanterna.

Por: Alcino de Freitas, araxaense, 74 anos, formado em Administração de Empresas e Jornalista–DRT/MG 18146.

Caro leitor, eu costumo fazer os meus comentários aos domingos à tarde, um dia  após a partida. De cabeça fria, após refletir muito sobre o jogo disputado. Diante do jogo entre CAP Uberlândia x Araxá Esporte, eu aguardei mais um pouco para tomar conhecimento do desdobramento dos fatos. Com relação ao jogo, posso afirmar que foi a pior apresentação do time alvinegro dentro da competição. Agora, se não bastasse a derrota dentro de campo, por 3 a 0, a bagunça realizada durante a partida foi algo questionável. Teve início quando, por volta dos 20 minutos do 1º tempo, com a expulsão injusta do lateral Michel que deu um carrinho normal. O árbitro o expulsou. O banco do Araxá Esporte, revoltado, protestou e, daí até o final do jogo, só ouvimos reclamações e xingatórios. Mesmo atuando com um jogador a menos em campo, o alvinegro araxaense suportou bem o primeiro tempo. Criou oportunidades, aos 34 minutos, o zagueiro Kauê quase marcou de cabeça, após cobrança de escanteio, e o 1º tempo terminou sem abertura de contagem. As dificuldades tiveram início logo aos dois minutos do 2º tempo, quando o CAP abriu a contagem por meio de Ítalo. O time araxaense sentiu muito este gol e, daí em diante, o CAP de Uberlândia tomou conta da partida. O técnico China tentou tornar   sua equipe mais efetiva fazendo as substituições, mas, com um banco reduzido, faltando principalmente um jogador criativo e atacantes na reserva, o adversário se aproveitou do momento e foi construindo o placar. Aos 25 minutos, Wellington marcou o segundo gol, e, aos 30 minutos, Gabriel, aproveitando um bate-rebate dentro da área, assinalou o terceiro gol do time uberlandense.

O CAP Uberlândia venceu com: Felipe, Ítalo, Helbert, Rafael Almeida, Ranielli; Pixote, Val (Wellington), Tuco, Léo Porto (Rodrigo); Mário (Gabriel) e Jorge. Técnico: Luis Eduardo.

O Araxá Esporte foi de: Neto, Lucas Evangelista (Patrick), Kauê, Pedro, Michel; Raul, Gregatti, Romário, Gabriel Virgulino (Léo Pará): Itamar (Max), e Tsiu. Técnico China.

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira, auxiliado por Caroline Costa Silva e Pedro Araujo Dias Copa.

Cartão amarelo. Para o CAP Uberlândia: Helberth, Rafael Almeida, Val e Mário.

Para o Araxá Esporte: Romário e Tsiu.

Cartão vermelho: Michel, lateral-esquerdo do Araxá Esporte.

Ao final da partida, o presidente Jeferson Leite demitiu o técnico China. O ambiente ficou muito pesado na manhã de segunda-feira no estádio Fausto Alvim, quando os jogadores reclamavam, e com razão, de salários atrasados e sem o comando do técnico. O presidente Jeferson Leite então procurou o prefeito Aracely de Paula e pediu ajuda. A promessa do presidente é de que, até esta sexta-feira, partes dos salários serão pagos. Voltou atrás e confirmou o técnico China no comando da equipe. Assim o Araxá Esporte espera ter uma semana menos tumultuada e maior produtividade.