Destaque »

Patricia Martins conquista 1º pódio na Elite do Altetismo

19 de setembro de 2018 – 18:09 |

Aconteceu no sábado à noite dia 15/09/2018 o Circuito Caixa de Corridas de Rua, etapa Ribeirão Preto. Um circuito tradicional no atletismo Brasileiro onde Patricia disputou a prova na categoria Elite e conseguiu …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Palmeiras conquista o Brasileirão e encerra jejum após 22 anos

BRASILEIRÃO/PALMEIRAS X CHAPECOENSE

Depois de 22 anos ou cerca de oito mil dias de espera, o Palmeiras se sagrou novamente campeão brasileiro neste domingo, quando festejou o seu nono título da principal competição do País. A geração de Gabriel Jesus e Dudu conseguiu unir as duas pontas da história – 15 de dezembro de 1994, data do último título, e 27 de novembro de 2016, a conquista atual – com a vitória sobre a Chapecoense por 1 a 0 no Allianz Parque. A partida marcou o recorde de público na história do estádio, incluindo o antigo Palestra Itália. A marca de 40.986 espectadores superou os 40.283 pagantes de 1976. A partida foi a despedida do atacante Gabriel Jesus do Allianz Parque e provavelmente do clube que o revelou. No mês de janeiro o atacante se transfere para o Manchester City. O camisa 33 tentou encerrar o jejum de gols na arena, que dura desde setembro, mas não conseguiu.  O jogo de domingo foi, na verdade, uma contagem regressiva até o título palmeirense. Dono do melhor ataque e da melhor defesa, a equipe fez uma campanha regular e constante, chegando à penúltima rodada do Campeonato Brasileiro precisando apenas um ponto diante da Chapecoense. Além disso, o rival utilizou uma equipe reserva para poupar titulares para a final da Copa Sul-Americana – o primeiro jogo seria na quarta-feira, na Colômbia, diante do Atlético Nacional, se não tive ocorrido a tragédia da queda do avião do time de Chapecó  que tirou a vida de quase todo o time verde. Esse cenário ficou ainda mais favorável quando o Santos, única equipe com chances de ameaçar matematicamente o título do Palmeiras, começou perdendo para o Flamengo. A torcida comemorou bastante o gol do time carioca no Maracanã, que foi anunciado pelo locutor do Allianz Parque com a frase “Cheirinho no ar”. Foi leve ironia para os torcedores do Flamengo que utilizaram a expressão “cheirinho de título” para mostrar semelhanças entre o Brasileirão deste ano e o de 2009, vencido pelo Flamengo depois de ultrapassar o Palmeiras nas rodadas finais. O Flamengo, no entanto, chegou à 37ª rodada sem chances de título. Com essa combinação de resultados, o Palmeiras garantiria o título mesmo perdendo em casa. A equipe, no entanto, demorou para dominar a partida. O técnico Cuca escolheu Edu Dracena como substituto do zagueiro Mina, que não se recuperou de uma lesão muscular na coxa esquerda. Na lateral, Fabiano foi escolhido e Jean acabou deslocado para o meio. O problema era a boa marcação do rival, que anulava a movimentação de Dudu e Gabriel Jesus. A melhor chance no início do jogo foi da Chapecoense, quando Sergio Manoel cabeceou para o chão e a bola passou raspando. O rival conseguia articular boas jogadas ofensivas porque o meia Cléber Santana tinha espaço para jogar.  Empurrado por mais de 40 mil torcedores, o Palmeiras começou a transformar a posse de bola e a maior categoria do elenco em superioridade no placar. O primeiro gol teve a participação direta do técnico em uma cobrança de falta bem ensaiada. Aos 25 minutos, o lateral Fabiano abriu o placar após cobrança de Zé Roberto, furada de Moisés e toque de letra de Gabriel Jesus. Ele deu um belo toque por cobertura usando a perna direita quando deveria ter usado a direita. Um belo gol. A vantagem marcou o início da festa definitivamente. O Palmeiras conseguiu acertar a marcação em Cléber Santana e tomou conta da partida. Quatro minutos, Gabriel Jesus quase encerrou o jejum no Allianz Parque que já dura desde setembro. Ele driblou o zagueiro e chutou rasteiro, mas a bola passou raspando. Ele ainda teve outra chance aos 43 do segundo tempo, quando foi lançado por Moisés. A finalização, no entanto, foi em cima do goleiro. No final do primeiro, o Palmeiras somava 13 finalizações contra três da Chapecoense. O cenário não se modificou no segundo tempo. Com qualidade na troca de passes, a equipe criou boas chances, mas não conseguiu ampliar. Gabriel Jesus e Dudu sempre levaram vantagem sobre os zagueiros, mas pecaram na finalização. Antes dos 30 minutos, a torcida começou a entoar inúmeros cânticos para celebrar o fim do jejum. “Está chegando a hora” e “Festa no chiqueiro” tomaram conta das arquibancadas, que deixaram o jogo em segundo plano. Os gritos de “É campeão” surgiram por volta dos 37 minutos. O técnico Cuca foi saudado como um dos grandes protagonistas do título.  Assim que o sistema de som anunciou o segundo gol do Flamengo diante do Santos, o treinador chamou o goleiro Fernando Prass para entrar em campo após um longo período de recuperação após ser submetido a uma cirurgia no cotovelo direito. Ele se contundiu na preparação para os Jogos Olímpicos. Jaílson foi abraçado por todos os jogadores e Prass terminou a campanha do título em campo. Palmeiras campeão após 22 anos! Na última rodada, o Palmeiras apenas cumprirá tabela contra o Vitória, no próximo domingo, às 17 horas, em Salvador, enquanto no mesmo dia e horário a Chapecoense fechará a sua campanha diante do Atlético-MG, em Chapecó.

PALMEIRAS 1 X 0 CHAPECOENSE

PALMEIRAS – Jaílson (Fernando Prass); Fabiano (Gabriel), Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê (Thiago Santos), Jean e Moisés; Róger Guedes, Dudu e Gabriel Jesus. Técnico: Cuca.

CHAPECOENSE – Danilo; Gimenez, Marcelo, Filipe Machado e Alan Ruschel; Matheus Biteco, Sérgio Manoel, Cléber Santana (Gil) e Thiaguinho (Aílton Canela); Bruno Rangel (Kempes) e Lucas Gomes. Técnico: Caio Junior.

GOL – Fabiano, aos 25 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Anderson Daronco (Fifa/RS).

CARTÕES AMARELOS – Bruno Rangel, Marcelo e Fabiano.

PÚBLICO – 40.986 presentes.

RENDA – R$ 4.171.317,26.

LOCAL – Allianz Parque, em São Paulo (SP).

palmeiras94-06-1024x623 24_porco