Destaque »

Ganso empata com Patrocinense e garante vaga na semifinal da Segundona

14 de outubro de 2018 – 0:07 |

Terminou agora a pouco, ( sábado,dia 13 de outubro de 2018), a partida entre Patrocinense e Araxá Esporte, no estádio Júlio Aguiar, na cidade de Patrocínio, pela última rodada da fase de classificação do Campeonato …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Infantino admite possibilidade de realizar a Copa de 2026 em vários países

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, declarou nesta terça-feira que admite a possibilidade de realizar a Copa do Mundo de 2026 com 40 seleções e tendo vários países como anfitriões. Os comentários de Infantino podem demonstrar que a entidade gestora do futebol vai considerar a provável candidatura conjunta de Estados Unidos, Canadá e México. Eles são esperados para disputar a organização do Mundial de 2026, com a região da Concacaf estando entre as favoritas a sediá-la pela primeira vez desde 1994, quando o torneio foi disputado nos EUA e por 24 equipes. Em sua campanha para a eleição presidencial, Infantino dizia apoiar a expansão do torneio e sua realização em uma região. “Estes dois tópicos certamente estarão sobre a mesa para discussão”, disse Infantino sobre a reunião do Conselho da Fifa marcada este mês. Questionado sobre um potencial projeto EUA-Canadá-México para 2026, o ex-secretário-geral da Uefa observou que este tipo de organização conjunta será utilizada na Eurocopa de 2020, que ocorrerá em 13 países. “Eu diria que não há limites para tudo o que seja bom para o futebol”, disse Infantino à margem de uma reunião de clubes europeus. “Vamos ver, mas é verdade que a Concacaf não tem a Copa do Mundo há um longo tempo”. A votação para a sede da Copa do Mundo de 2026 será realizada em 2020. “No momento eu acho que está tudo em aberto”, disse Infantino. “A minha opinião sobre as 40 equipes não mudou”. Quando trabalhava na Uefa, Infantino ajudou a supervisionar a expansão da Eurocopa de 16 para 24 equipes. “Vimos na Euro na França, com oito equipes a mais, o entusiasmo que despertou em muitos países”, disse. “Nós precisamos perceber que estes eventos são mais do que apenas uma competição, eles são eventos sociais em todo o mundo”.

42o6mxgvkx0irn5uc5diwxies