Destaque »

Ganso empata com Valeriodoce e continua no G4

24 de setembro de 2018 – 19:49 |

Em partida válida pela décima rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, versão 2018, chancelado pela Federação Mineira de Futebol, na manhã do último  domingo, dia 23 de setembro, o time do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Fifa multa CBF por comportamento homofóbico da torcida em jogo da seleção

A Fifa multou a CBF em 20 mil francos suíços (aproximadamente R$ 66 mil) por conta do comportamento de sua torcida em jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo ao entoar gritos homofóbicos. O anúncio foi feito nesta terça-feira pela entidade que, além do Brasil, multou e adotou punições contra outras dez federações.

Essa foi a primeira vez que a entidade internacional adota uma sanção dessa natureza contra o Brasil, ainda que ativistas de direitos humanos continuem a acusar a Fifa de impor uma pena “simbólica”, com valores baixos. O caso brasileiro se referiu à partida contra a Colômbia, em Manaus no dia 6 de setembro. A torcida foi identificada gritando “bicha” para o goleiro adversário.

Pressionada diante da Copa do Mundo na Rússia em 2018, a Fifa quer demonstrar que está agindo contra o racismo e discriminação. Na semana passada, porém, o presidente da entidade, Gianni Infantino, decretou o fim de um grupo de trabalho que havia sido criado para lutar contra o racismo no futebol, alegando que os especialistas haviam “atingido seus objetivos”.

Agora, a entidade quer mostrar que está agindo e pela primeira vez pune o Brasil.

Segundo ela, procedimentos disciplinares também haviam sido abertos contra Honduras, El Salvador, México, Canadá, Chile, Argentina, Paraguai, Peru, Itália e Albânia, entre outros.

Cada uma delas teve de pagar uma multa. A pena chegou a 65 mil francos suíços (R$ 213 mil) por dois casos envolvendo a seleção de Honduras, enquanto a Albânia foi multada em 50 mil francos (R$ 164 mil). El Salvador teve de pagar 45 mil francos (R$ 148 mil), contra 30 mil (R$ 98 mil) para a Itália, México e Peru. A punição ao Paraguai foi de 25 mil (R$ 92 mil), mesma taxa cobrada da Argentina. A menor das multas foi dada ao Brasil que, assim como o Canadá, pagará 20 mil francos.

A maior das penalidades foi imposta contra o Chile que, depois de já ter sido multado, voltou a cometer infrações e agora não poderá disputar o jogo do dia 28 de março contra a Venezuela no Estádio Nacional, em Santiago. Os chilenos ainda terão de pagar mais 65 mil francos (R$ 213 mil) em multa. “Torcidas mostraram uma conduta discriminatória ou antidesportiva, chegando a entoar cantos homofóbicos em alguns casos”, explicou a Fifa.

Para chegar às multas, a entidade disse ter avaliado os informes dos árbitros, a postura da federação, assim como as observações de grupos que monitoram o comportamento dos torcedores.

A Fifa também indica que, em alguns casos, foi levado em conta fatores “atenuantes”, como o esforço de federações para criar a consciência entre seus torcedores para se evitar atos discriminatórios.

colombia_int