Destaque »

Zema atrai mais de R$ 4,8 bi em investimentos

14 de junho de 2019 – 18:24 |

Nos cinco primeiros meses da gestão do governador Romeu Zema, o Governo de Minas Gerais atraiu mais de R$ 4,8 bilhões em novos investimentos para o Estado, com a expectativa de criação de cerca de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Destaque

Projeto ‘Cientistas do Cerrado’ 2016 será encerrado nesta sexta-feira

????????????????????????????????????

Termina hoje, sexta-feira, dia 11 de novembro de 2016, no Teatro Municipal de Araxá, a edição 25 do projeto de educação ambiental Cientistas do Cerrado 2016, que é coordenado pelo Centro de Desenvolvimento Ambiental da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), este ano com a participação de 23 das 25 instituições de ensino fundamental de Araxá, entre escolas municipais, estaduais e particulares. O projeto Cientistas do Cerrado envolve palestras, cursos, visitas às instituições e oficinas com foco na importância da preservação ambiental. O projeto instiga a observação, experimentação e registro das experiências e vivência, a partir de 13 temas de pesquisas propostos que ganham vida pelo envolvimento de professores e alunos. Os temas trabalhados estão relacionados à biodiversidade do Cerrado, no qual se incluem biomas brasileiros, fauna, vegetação e flora, plantas medicinais, polinização, desmatamentos, queimadas, tráfico de animais silvestres, conservação do Cerrado, além das riquezas de Araxá, com as suas águas, o nióbio, o desenvolvimento sustentável e o ambiente urbano. O encerramento do projeto constará de apresentações culturais, histórias em quadrinhos, paródias, panfletos, desenhos, projetos pedagógicos, leituras de redações e premiações aos destaques do Concurso Projeto Cientista do Cerrado. Durante a realização do projeto 2016, o Teatro Municipal de Araxá sempre ficou completamente lotado, os promotores e parceiros do ‘Cientistas do Cerrado’ destacaram a importância do projeto na promoção e conscientização das ações e programas de educação e preservação ambiental. Em entrevista exclusiva ao JORNAL INTERAÇÃO, a coordenadora do projeto, Laura Teodoro, revelou: “O balanço é muito positivo, nós tivemos um desafio logo no início do ano, na fase de planejamento, que era o número de alunos matriculados na rede escolar de Araxá, no quarto ano do ensino fundamental. Houve um aumento significativo no número de alunos em relação ao ano passado, cerca de 35 por cento a mais, onde nós passamos de mil e cem alunos para um público de mil e quinhentos. E mesmo assim, nós conseguimos desenvolver todas as atividades previstas, alcançamos todos os alunos, tivemos a participação de todos os nossos parceiros, como nos anos anteriores, e este ano, no concurso de educação ambiental do projeto ‘Cientistas do Cerrado’, nós tivemos, também, um número recorde de trabalhos inscritos; foram 654 trabalhos entre redações, paródias, desenhos, projetos pedagógicos e panfletos.”   Laura também disse que “o balanço é positivo, pois  a gente percebe que o ensino foi contextualizado, o conhecimento foi difundido, houve uma adesão e um trabalho muito grande por parte de todas as escolas, dos alunos, professores, gestores, comunidade escolar, onde todo mundo foi mobilizado.”  Ela ainda afirma: “Temos parceiros de muita credibilidade, parceiros excelentes, profissionais muito capacitados, instituições importantes na nossa cidade como parceiros de organizações ambientais, não ambientais, as próprias escolas e principalmente o envolvimento crescente, a cada ano, da comunidade como um todo. Hoje é muito bom a gente ver esses conceitos serem disseminados de forma espontânea, onde as crianças falam com muita naturalidade do assunto, inclusive com termos técnicos, com conhecimento das causas, ameaças, as formas de conservação, desenvolvimento sustentável – conceitos que foram difundidos dentro do ‘Projeto Cientistas do Cerrado’ e o Programa Ambiental da CBMM”. Finalizando, a coordenadora do projeto afirmou: “A gente fica feliz,  pois, nos 25 anos de educação ambiental do programa da CBMM, nós temos conseguido manter todas essas escolas conosco, ter essa continuidade, uma grande  adesão voluntária  e multiplicar as informações e os conceitos  relacionados ao meio ambiente urbano, natural. O importante para que o projeto  sempre aconteça, a gente tem que se reinventar, pois é uma responsabilidade muito grande, porque as escolas contam conosco, contam com o projeto e quanto maior a adesão, maior o número de alunos, maiores serão os nossos compromissos e as nossas responsabilidades.”

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????