Destaque »

Presidente e novo Diretor Industrial da CBMM destacam importância do relacionamento com a cidade

9 de dezembro de 2017 – 11:59 |

Na noite da última terça-feira, dia 05 de dezembro de 2017, a direção da empresa CBMM, se reuniu com profissionais da imprensa araxaense num encontro tradicional de confraternização de fim de ano, no salão …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Times mexicanos poderão receber jogo de volta da final da Copa Libertadores

A Conmebol anunciou nesta sexta-feira uma mudança nas regras da Libertadores. A entidade permitirá que a partir de 2017, os clubes mexicanos possam receber as partidas de volta das finais da Libertadores, ao contrário do que vinha acontecendo até então quando obrigatoriamente as equipes do país que alcançavam este estágio abriam a decisão em casa. “O futebol mexicano continua seu caminho para transcender a nível internacional. Uma das competições mais importantes do mundo, a Libertadores, é um dos torneios que seguem roubando a paixão e que, sem dúvida, se encontra na agenda do nosso futebol. Nesta manhã, a Federação Mexicana de Futebol e a Liga Mexicana puderam dar um passo mais na história após receberem um comunicado da Conmebol”, explicou a liga do país em comunicado. Desde 1998, os times mexicanos disputam a Libertadores na condição de convidados da Conmebol. Por não pertencerem ao continente e à entidade sul-americana, tinham algumas desvantagens, como não poder disputar o Mundial de Clubes mesmo em caso de título do torneio sul-americano e obrigatoriamente jogar a segunda partida da final fora de casa. Apenas em três edições desde 1998 os times mexicanos avançaram à final. Em 2001, o Cruz Azul tinha campanha pior que o Boca Juniors e fez seu segundo jogo em La Bombonera, mesmo caso do Chivas diante do Internacional em 2010, no Beira-Rio. Em 2015, no entanto, o Tigres fez campanha superior à do River Plate, e mesmo assim teve que jogar a grande decisão no Monumental de Núñez, graças a esta regra da Conmebol. Nas três ocasiões, os mexicanos ficaram com o vice. Esta mudança, no entanto, não alterou a impossibilidade dos mexicanos representarem a Conmebol no Mundial de Clubes. “Ainda assim, se uma equipe mexicana resultar campeã da Libertadores, esta não poderá representar a Confederação Sul-Americana de Futebol no Mundial de Clubes da Fifa”, confirmou a liga do país.

6e1ozb5cbdwtkdsh822pq1jyi