Destaque »

Reajuste dos servidores municipais causa polêmica na Câmara de Vereadores

19 de junho de 2019 – 12:17 |

O Projeto que dispõe sobre o reajuste salarial dos servidores da Prefeitura de Araxá foi amplamente debatido na reunião ordinária da Câmara Municipal de Araxá, realizada na tarde da última terça-feira (18/06). No início dos …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Bancários aceitam proposta da Fenaban e encerram greve

Acordo não agradou a direção do Sindicato dos Bancários de Araxá

Após 31 dias de agências fechadas, a greve nos bancos privados, na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil chegou ao fim no final da semana que passou a greve dos bancários em todo Brasil. Os bancários aceitarem proposta da bancada patronal que concede reajuste salarial de 8% neste ano mais o pagamento de abono salarial de R$ 3,5 mil, conforme informação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf). Com o fim da greve, todos os bancários voltaram aos trabalhos na última sexta-feira em Minas Gerais. A oferta feita pela Fenaban, entidade que representa os bancos, foi aceita em assembleias organizadas pelo Sindicato dos Bancários de BH e interior. Além do reajuste deste ano, os bancos fixaram para 2017 um aumento nos vencimentos de 1% acima da inflação. O acordo ficou acima do reajuste de 6,5%, mais abono de R$ 3 mil oferecido inicialmente pelos bancos, mas não chegou ao aumento de quase 15% reivindicado pela categoria no início da greve. A reportagem do JORNAL INTERAÇÃO que acompanhou todo processo desde o início da paralisação em Araxá, conversou com exclusividade com o Presidente do Sindicato dos Bancários de Araxá, José Roberto Alves que disse, “ voltamos ao trabalho, mas não ficamos satisfeitos com o acordo acertado pelo comando nacional. Ainda temos muito por direito e justiça a conquistar. No entanto vamos seguir a determinação nacional da nossa categoria mas é certo que a luta vai continuar”. Ainda de acordo com José Roberto, “ durante um mês de paralisação da categoria em Araxá, cerca de 60 por cento dos colaboradores ( bancários) da cidade paralisaram suas atividades, e certamente todos estão conscientes da nossa luta justa pelos nossos diretos.”

jose-roberto-alves-prs-sin-banc-araxa