Destaque »

Zema atrai mais de R$ 4,8 bi em investimentos

14 de junho de 2019 – 18:24 |

Nos cinco primeiros meses da gestão do governador Romeu Zema, o Governo de Minas Gerais atraiu mais de R$ 4,8 bilhões em novos investimentos para o Estado, com a expectativa de criação de cerca de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Cultura

Onze cidades de Minas recebem investimentos para a Gastronomia com dinheiro da Codemig e Araxá não vê nem um ‘tostão’

imageswwswSeria birra, pendenga política, falta de representatividade, ou desonestidade mesmo por parte do atual governo de Minas Gerais que é do PT e que perdeu em Araxá nas eleições para o Palácio da Liberdade ou a Codemig  é mesmo inimiga número um  do  município estadual que lhe oferta  todo mês uma grana preta fruto da atividade extrativista  das mineradoras locais CBMM e Vale? O certo é que o tal governo de Minas que nunca pisou na cidade mineira (Araxá)  que é a o principal berço do nióbio do planeta e lhe rende muito dinheiro  de graça e que ele faz festa e graça por todo lado, menos em Araxá. Fazem uma farra e uma festa a todo e a direito com o dinheiro da Codemig que na sua maioria sai de Araxá e nada volta pra cá. A Codemig patrocina e banca cultura, esporte, lazer, teatro, musica, festival,  gastronomia e o ‘ diabo a quatro’, em todo canto de Minas Gerais, no Brasil e projetos até no exterior e Araxá só espia e lambe os beiços. Depois do fiasco e do polêmico projeto fracassado do generoso programa integrado de vôo aéreo  para várias cidades mineiras, menos para Araxá, agora a Codemig está investindo muita grana em projetos de onze cidades mineiras no setor de gastronomia, com dinheiro de Araxá, mas Araxá não foi contemplada de novo. É sabido que Araxá realiza e promove um tradicional e concorrido Festival de Gastronomia. Então confira mais esse projeto do Governo do PT mineiro e da Codemig que exclui Araxá outra vez: ‘  Considerada um cartão postal de Minas Gerais, a gastronomia faz parte da nossa história, da nossa cultura e do imaginário dos turistas do mundo inteiro. Sabores típicos dos cinco territórios gastronômicos mineiros — Cerrado, Central, Espinhaço, Mantiqueira e Rios — estão em evidência e caíram no gosto dos mineiros. Em iniciativa inédita e estratégica o Governo de Minas Gerais, por meio da Codemig, realiza o Minas de Todas as Artes, Programa de Incentivo à Indústria Criativa. Lançado em agosto de 2015, os eventos e 12524426_952923851488084_7272111373814713546_nfestivais vêm sendo realizados principalmente no interior e circuitos turísticos, atraindo cada vez mais amantes da culinária. O investimento pioneiro no setor, que tem colaboração da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), visa levar ao público as riquezas gastronômicas mineiras, movimentar o fluxo turístico e fomentar a geração de emprego e renda da cadeia produtiva. Outro objetivo do programa é manter o posicionamento de Minas Gerais como um destino turístico gastronômico de referência no país. O foco é que esse forte elemento cultural (gastronomia) se torne uma experiência inigualável para os turistas, fazendo com que a identidade do povo mineiro seja conhecida e reconhecida mundialmente” Na primeira edição do Edital de Incentivo à Gastronomia a Codemig investiu R$ 1,5 milhão por meio do apoio a eventos nos territórios gastronômicos mineiros.  O alto número inscrições, 72 no total, revelou como o setor vem se empenhando para se destacar. Os selecionados para os eventos gastronômicos destacaram 11 municípios mineiros: Belo Horizonte, Brumadinho, Diamantina, Divinópolis, Igarapé, Itabira, Juiz de Fora, Lambari, Nova Lima, São Gonçalo do Rio das Pedras e São João del-Rei. “Após o sucesso da seleção de 2015, temos duas novidades para a edição 2016 que está em andamento: a criação da categoria Novos Eventos e a ampliação da categoria Food Trucks, antes válida somente para municípios da Estrada Real, e agora para todos os 45 Circuitos Turísticos do Estado. As duas mudanças vão abrir possibilidades para as cidades e regiões que ainda não têm eventos gastronômicos consolidados” Foram realizados 14 eventos ao longo do ano, relativos ao edital de 2015. Outros nove festivais vão acontecer até dezembro. Confira no quadro em destaque. O objetivo, neste ano, é dobrar o número de contemplados e distribuir os recursos em cada um dos 17 Territórios de Desenvolvimento do Estado. Até o final de 2018, serão investidos mais de R$ 20 milhões em editais de fomento e fortalecimento, com iniciativas de valorização de setores como gastronomia, além de audiovisual, design, moda, música e novas mídias. O Edital de Incentivo à Gastronomia festival-de-gastronomia-tiradentes2016, lançado pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur), está com inscrições abertas. Interessados devem enviar suas propostas até o dia 17 de outubro de 2016. Clique aqui para ler o Edital de Incentivo à Gastronomia 2016 na íntegra, baixar os formulários e acessar outras informações. O edital propõe apoio a projetos em três categorias: Festivais Gastronômicos (voltada para eventos que já realizaram pelo menos uma edição nos últimos três anos); Food Truck nos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (para eventos que reúnam pelo menos oito food trucks); e Novos Eventos, que pretende estimular a criação de novos festivais e iniciativas pelo Estado. A iniciativa destina recursos à valorização da gastronomia no Estado, por meio do apoio a eventos nos cinco territórios gastronômicos mineiros — Cerrado, Central, Espinhaço, Mantiqueira e Rios. O lançamento do Edital de Incentivo à Gastronomia da Codemig foi anunciado durante o Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes, um dos eventos gastronômicos mais importantes do país. Na sua 19ª edição, o evento mobilizou mais de 350 profissionais de gastronomia e atraiu, entre os dias 26 de agosto e 4 de setembro, cerca de 40 mil pessoas de todo o Brasil. Em 2016, o Governo de Minas Gerais esteve presente no festival com o espaço Minas de Todas as Artes. Uma parceria entre a Codemig, a Secretaria de Estado de Turismo, o Sebrae-MG e o Senac-MG. O local permitiu ao visitante conhecer, de maneira interativa, as etapas da cadeia produtiva da gastronomia.
calabreza_foto_principal imagesgg indice