Destaque »

Bem Brasil Alimentos é nomeada uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil

12 de dezembro de 2019 – 12:53 |

A Bem Brasil Alimentos S/A, a maior indústria de batata pré-frita congelada do país foi reconhecida como umas das melhores empresas para se trabalhar no Brasil, segundo o relatório elaborado pela revista VOCÊ S/A em parceria com …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Cruzeiro a 220%: desempenho em agosto mais do que dobra em relação a julho

cruz_intInvicto há seis jogos na temporada, o Cruzeiro dá mostras de que está em evolução e melhorou bastante em relação aos últimos meses. E os números refletem esse crescimento. Comparando o desempenho de julho e agosto, o time celeste mais do que dobrou a porcentagem dos pontos conquistados: foram nada mais do que 220%. Em julho, a Raposa conquistou apenas sete pontos em sete jogos. O aproveitamento de 33,3% incluiu seis partidas da equipe sob o comando do português Paulo Bento e um duelo já com Mano Menezes como treinador. Foram dois triunfos (ambos sobre o Vitória, pela Copa do Brasil), um empate (também contra o Vitória, mas pelo Brasileirão) e quatro derrotas (Atlético-PR, Fluminense, Sport e Santos). Mas as contratações dos atacantes Rafael Sóbis e Ramón Ábila, no fimde junho, transformaram a forma de o time jogar. Vindos de pré-temporada no Tigres-MEX e Huracán-ARG, a dupla demorou um pouco a engrenar, mas, a partir do momento em que encaixou, a Raposa começou a deslanchar. Em agosto, o Cruzeiro deu um ‘salto de qualidade’ e ficou invicto. No período, a equipe fez em cinco jogos e obteve três vitórias (Internacional, Figueirense e Santa Cruz), além de dois empates (Corinthians e Coritiba). Consequentemente, o aproveitamento mais do que dobrou, pulando dos 33,3% para 73,3%. A transformação se refletiu na tabela do Brasileirão. Se ao fim de julho, após a derrota para o Santos, na Vila Belmiro, no jogo que marcou a reestreia de Mano Menezes, o Cruzeiro ocupava a penúltima posição, com 15 pontos, quatro atrás do 16º, no mês seguinte, a sequência de cinco bons resultados alavancou a Raposa para o 14º lugar, com 26, dois pontos à frente do Internacional, que abre a zona de rebaixamento.