Destaque »

Em final com 6 gols, França bate Croácia e conquista o bi mundial

17 de julho de 2018 – 0:56 |

A vitória sobre a Croácia por 4 a 2, na final da Copa do Mundo da Rússia, no domingo, coloca a França em um novo patamar no futebol mundial. O time …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Paratletas mineiros são convocados para os Jogos Paralímpicos Rio 2016

daniel_rodrigues2O Comitê Paralímpico Brasileiro anunciou, nesta terça-feira (19/7), os nomes dos 278 atletas classificados para os Jogos Paralímpicos Rio 2016. É a maior delegação que já representou o país em uma Paralimpíada. Dos convocados, 16 atletas são mineiros. O maior número de representantes de Minas Gerais nos Jogos Rio 2016 está no atletismo, com a três vezes medalhista olímpica Terezinha Guilhermina, que nasceu em Betim, com Izabela Silva Campos, da Associação dos Amigos do Instituto São Rafael, de Belo Horizonte, José Humberto Rodrigues, Poliana Fátima Sousa de Jesus e Raissa Rocha Machado, da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba (Adefu). Também integram a equipe brasileira de atletismo Mauro Evaristo de Sousa, da Associação dos Paraplégicos de Uberlândia (Aparu), e Rodrigo Parreira da Silva, do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU). Além deles, Cássio Henrique Damião, de Belo Horizonte, e Higor Fiorine, de Uberaba, serão técnicos do Brasil na competição. Na bocha, o medalhista de ouro no Parapan de Toronto 2015, José Carlos das Chagas de Oliveira, da Adefu, está na lista de convocados. Com ele, representam Minas Gerais os técnicos Glênio Fernandes Leite, de Uberlândia, e Janaína Pessato Jerônimo, além do auxiliar técnico Nivaldo Batista Vital, ambos de Uberaba. No judô, Deanne Silva de Almeida – beneficiária do programa Bolsa Atleta, da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp) –, integra a seleção brasileira da modalidade no Rio de Janeiro. Na natação, três representantes do Brasil são mineiros: os atletas Ruan Felipe Lima de Souza (Praia Clube) e Ruiter Antônio Gonçalves Silva (CDDU), e o técnico Alexandre Silva Vieira, todos de Uberlândia. O Minas Quad Rugby, de Belo Horizonte, campeão brasileiro de rúgbi em cadeira de roda, terá dois dos seus integrantes na Paralimpíada: o atleta Davi Rodrigues Coimbra de Abreu e o técnico Rafael Botelho Gouveia. No tênis em cadeira de rodas, os atletas Daniel Alves Rodrigues e Rafael Medeiros Gomes, ambos do Butija Tennis de Belo Horizonte, integram a delegação brasileira nos Jogos Olímpicos, bem como o técnico Léo Butija. De Uberlândia, o técnico Raphael Oliveira de Moraes também foi convocado. Completam a lista de mineiros classificados para os Jogos Paralímpicos os atletas de vela adaptada Antônio Marcos do Carmo, de Belo Horizonte, e José Maria Gonçalves de Abreu, de Contagem, além do técnico de tiro com arco, André Xavier Mineiro Álvares, também da capital.Pela primeira vez na história, o Brasil terá representantes em todas as 22 modalidades que compõem o programa dos Jogos Paralímpicos. Ao todo, serão 181 homens e 97 mulheres com a tarefa de atingir a meta de ficar entre os cinco melhores no quadro geral de medalhas. O objetivo foi estabelecido após a sétima posição nos Jogos de Londres 2012 (21 medalhas de ouro, 14 de prata e oito de bronze – 43 no total).Os Jogos Olímpicos nem começaram e Minas Gerais já bateu um recorde. Um total de 31 atletas mineiros, de 11 modalidades diferentes, já estão garantidos no maior evento do esporte mundial, o que supera o número de 21 esportistas, alcançado nos Jogos de Atenas (2004) e Pequim (2008).Estão com vaga garantida sete jogadores de vôlei, cinco nadadores, quatro esportistas no atletismo e no futebol feminino, três tenistas, dois no levantamento de peso e um atleta em cada seleção de basquete, canoagem slalom, ciclismo mountain bike, além de um representante em cada naipe do handebol..