Destaque »

Assinado o protocolo de intenções para instalação da fábrica da McCain em Araxá

16 de agosto de 2019 – 17:03 |

A assinatura do protocolo de intenções para a instalação da empresa McCain do Brasil Alimentos no município de Araxá, aconteceu na última sexta-feira, 9 de agosto, no Teatro …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Educação

Após mais de um ano, MEC retoma bolsas de doutorado no exterior

índiceO Ministério da Educação (MEC) declarou, na última terça-feira (12), que retomou o Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior, que estava suspenso desde maio de 2015. Esta modalidade de bolsa permite que o doutorando faça parte do curso em instituição no exterior – depois retorne ao Brasil, termine de cumprir seus créditos na universidade e defenda a tese. A seleção vai conceder 2.185 bolsas em todas as áreas de conhecimento, de acordo com o MEC. Além das mensalidades, o estudante também terá direito a seguro-saúde, auxílios-deslocamento e pagamento de despesas de instalação no exterior. As universidades farão uma seleção interna dos candidatos até o dia 30 de setembro de 2016. Aqueles que forem aprovados poderão se inscrever na Capes até 31 de outubro deste ano. A homologação pela instituição, no sistema da Capes, ocorrerá entre 1º de novembro a 30 de novembro de 2016. A complementação de documentos acontecerá até 30 de janeiro do ano que vem – e os estudos no exterior começarão entre março e outubro de 2017. (confira o cronograma no fim da matéria) A duração da bolsa varia de 4 meses a 12 meses. Cada programa de pós-graduação poderá oferecer o benefício, portanto, a até 3 doutorandos por ano. Para ter direito a ele, será preciso comprovar qualificação da pesquisa, de modo que o estudante aproveite a índicesss permanência no exterior para aprofundar o conhecimento teórico, a coleta, o tratamento dos dados da pesquisa e a parte experimental da tese. É obrigatório ter notas de 3 a 7 na avaliação quadrienal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Caso o aluno já tenha alguma bolsa no Brasil proveniente da Capes ou de outras agências de fomento que utilizem recursos do governo, não poderá acumular o benefício. Também não será aceita a candidatura de pessoas que já tenham conquistado a bolsa de doutorado-sanduíche em outro momento da carreira acadêmica.

Cronogramaffffsd

Seleção interna pela instituição – até 30/09/16

Inscrição na Capes pelos candidatos – até 31/10/16

Homologação pela instituição no sistema da Capes – de 1º/11/16 a 30/11/16

Complementação de documentos – até 30/01/2017

Início dos estudos no exterior – de março a outubro de 2017

 
thais-sarda-ganhar-bolsa-doutorado-no-exterior