Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Destaque, Diversos

Senado adia pra semana que vem a votação de projeto que libera jogos de azar no Brasil

senadodddDireção do Grande Hotel de Araxá está otimista e aposta alto na aprovação do projeto

Sem acordo para votação, o plenário do Senado adiou na última quarta-feira (6), por três dias, a análise do Projeto de Lei nº 186, que libera a exploração e regulamenta  os jogos de azar, como cassinos, bingos, jogo do bicho e videojogos no Brasil. Como a proposta estava na pauta de votações de hoje, os líderes partidários fecharam um acordo para aprovar um requerimento a fim de adiar a apreciação da matéria. Os jogos de azar são proibidos no País há 70 anos. O projeto, aprovado em março na Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional do Senado, integra a chamada Agenda Brasil — conjunto de propostas elencadas pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) que poderiam, na visão dele, a ajudar o País a superar a crise econômica. De autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI), a proposta define os jogos que podem ser explorados, os critérios para autorização e as regras para distribuição de prêmios e arrecadação de tributos. O senador piauiense defende que o Estado deve apenas criar regras para disciplinar e fiscalizar a exploração dos jogos de azar no País. De acordo com Nogueira, apesar de proibidas, as apostas clandestinas movimentam mais de R$ 18 bilhões por ano no País. Com a regulamentação, a estimativa da Receita Federal é que o setor possa Alísson gerente do Tauá Grande Hotelarrecadar mais de R$ 15 bilhões anualmente. Pelo texto aprovado na comissão especial, serão estabelecidos requisitos de idoneidade para todos os sócios da pessoa jurídica que detiver os direitos de exploração de jogos de azar. Detentores de mandatos eletivos e parentes em primeiro grau, além do cônjuge ou companheiro, serão proibidos de atuar no setor. O substitutivo aprovado na comissão especial também prevê que os cassinos deverão obrigatoriamente estar ligados a complexos integrados de lazer, construídos especificamente para esse fim, com hotéis e restaurantes. Já os bingos só poderão ser instalados em municípios com mais de 150 mil habitantes. Como apurou com exclusividade a reportagem do JORNAL INTERAÇÃO, o Gerente Geral do Tauá Grande Hotel de Araxá, Alisson Matos disse que, “ nós estamos vendo essa possibilidade com uma expectativa muito grande. Se a lei for mesmo aprovada nós já estamos com preparados e estruturados para reabrir o cassino do Grande Hotel, para atender o volume de jogadores de Araxá e até de fora do Brasil. Segundo Alisson, “ mudaria muita coisa, tanto para a economia do Tauá como também da cidade em termos gerais. O Grande Hotel hoje tem uma ocupação boa nos finais de semana e feriados, mas se o cassino reabrir nos teríamos uma ocupação de cem por cento todos os dias. Ele afirmou também que, “ como já trabalhamos com grandes movimentos nos finais de semana e em dias de eventos captados, nós já estamos preparados e prontos para implantar o cassino no Tauá e 20140405_161928atender com qualidade tranquilamente um grande número de pessoas.” Finalizando, o Gerente Geral do Tauá Grande Hotel, revelou que, a direção do Hotel, não só vê com bons olhos essa possibilidade da reabertura do cassino, como também está participando ativamente de toda e qualquer ação dentro da Câmara ou do Senado, no cenário político em Belo Horizonte, no sentido de promover a aprovação desta lei que visa legalizar o jogo no Brasil. Eu garanto e falo com toda a certeza que se o jogo for aprovado no Brasil e o cassino do Grande Hotel for reaberto, Araxá vai dar um salto muito grande na sua história turística e econômica.”
imagesffff imagesxcx