Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Chácara Dona Adélia vence Fazenda Córrego da Mata nos pênaltis e é tricampeão do Ruralão

A partida foi de superação para Chácara Dona Adélia, que perdeu no tempo normal por 2 a 1.

No último domingo, 15, o Ruralão conheceu seu campeão na temporada de 2012. É o Chácara Dona Adélia que, após perder de 2 a 1 para a Fazenda Córrego da Mata, diferença de gols que provocava as cobranças deferidas na marca da cal, venceu nos pênaltis por 5 a 4 e conquistou o terceiro título da competição. O confronto foi muito diferente do primeiro jogo, já que o time da Fazenda Córrego da Mata precisaria vencer por dois gols de diferença para ser campeã do Ruralão pela primeira vez. Isso deixou a partida muito mais movimentada.

Nos primeiros seis minutos, as duas equipes assustaram em um lance cada uma. Como no jogo de ida, Leopoldo parou na trave. O atacante invadiu a grande área e bateu forte. O goleiro Rodrigo fez a defesa com a bola tocando no travessão. Já Realino, da Fazenda Córrego da Mata, teve que trabalhar para evitar o gol da Chácara Dona Adélia, em chute de Arlei, dentro da área.

Aos 13 minutos, Leopoldo repetiu a dose, com chute desferido dentro da área, que carimbou a trave direita do goleiro Rodrigo. Além da má sorte de Leopoldo com as bolas na trave, Fazenda Córrego da Mata perdeu o meio-campista Grilo por contusão sentida no joelho esquerdo, aos 25 minutos.

No segundo tempo, Fazenda Córrego da Mata conseguiu abrir o placar, aos três minutos. O meia Alvim chegou à linha de fundo e fez o toque para trás em Leopoldo. O atacante, desta vez, não acertou a trave, e sim o canto esquerdo do goleiro Rodrigo, para a vibração da torcida do “Corgão”, como é conhecido por seus torcedores.

Fazenda Córrego da Mata repetia a mesma diferença de gols do primeiro jogo da decisão e levava a decisão para os pênaltis, obrigando Chácara Dona Adélia a sair com mais frequência ao campo ofensivo. A situação do adversário se complicou ainda mais com a expulsão de Renatinho, ocorrida devido ao terceiro cartão amarelo recebido. Mesmo com um jogador a menos, Dona Adélia teve a chance do empate aos 15 minutos. Em falta batida por Jeder, a bola quicou na frente de Realino, encobriu o goleiro e bateu na trave. Logo depois, o zagueiro Mingau tocou para fora.

Aos 24 minutos, Fazenda Córrego da Mata chegou na cara do gol para fazer o segundo. Leopoldo ganhou do zagueiro Abacate na corrida, invadiu a grande área e finalizou para a linha de fundo, mas perdeu a chance de aumentar a vantagem. Minutos depois, o árbitro Amilton César teve que expulsar mais um jogador. Lucas saiu do campo mais cedo devido ao excesso de reclamação junto ao assistente Sebastião Aparecido.

Com dez jogadores para cada lado, Chácara Dona Adélia fez o gol de empate aos 28 minutos. No cruzamento pela direita, Cuíca chegou de letra e marcou um golaço. A resposta da Fazenda Córrego da Mata foi rápida e à altura, deixando sua torcida aflita apenas por 2 minutos.  Julinho entrou na grande área, em jogada individual, e finalizou no ângulo esquerdo sem chances para o goleiro Rodrigo.

Após o gol, o árbitro Amilton César paralisou o jogo por quatro minutos por causa de torcedores que estavam jogando latinhas dentro do gramado, colocando em risco a segurança de jogadores e da imprensa.

Mesmo com o jogo reiniciado aos 37 minutos, as duas equipes não fizeram mais gols, e a decisão do campeão do Ruralão foi para os pênaltis. Nas cobranças, Serginho, Arlei, Mateus Mandioca, Abacate e Álvaro marcaram para o Chácara Dona Adélia. Já Rildo, Cumbuca, Leopoldo e Realino fizeram os gols da Fazenda Córrego da Mata.

As cobranças desperdiçadas foram de Patrick e Elbert, chutando pela linha de fundo, enquanto Fazenda Córrego da Mata teve 3 cobranças que não resultaram em gols, com Paulo Rocha acertando o travessão e Julinho e Renê parando nas defesas do goleiro Rodrigo.

Álvaro converteu a última cobrança da penalidade máxima para Chácara Dona Adélia, que se sagrou tricampeão do Ruralão, vencendo Fazenda Córrego da Mata, por 5 a 4. Depois dos pênaltis, a Liga Araxaense de Desportos (LAD) realizou a entrega de troféus para o campeão, Chácara Dona Adélia, vice-campeão e troféu disciplina, Fazenda Córrego da Mata, artilharia, Lucinho, da Fazenda Estiva, com 11 gols, e melhor goleiro Rodrigo, Chácara Dona Adélia, que sofreu 15 gols.

Ficha técnica:

Chácara Dona Adélia: Rodrigo; Branco (Cuíca), Abacate, Mingau (Eliezer) e Lucas (Mateus Mandioca); Edinho, Serginho, Hugo (Túlio) (Álvaro) e Elbert; Arlei e Patrick. Treinador: Celinho.

Fazenda Córrego da Mata: Realino; Buiú (Paulo Rocha), Jeder, Juliano e Renatinho; Bonfim (Ratinho), Grilo (Cumbuca), Alvim (Renê) e Rildo; Leopoldo e Julinho. Treinador: Véio.

Gols no segundo tempo: Leopoldo, aos 3 minutos, Cuíca, aos 28 minutos, e Julinho, aos 30 minutos.

Cartões amarelos: Mingau e Hugo (Chácara Dona Adélia) / Paulo Rocha, Cumbuca e Julinho (Fazenda Córrego da Mata)

Cartões vermelhos: Lucas (Chácara Dona Adélia) / Renatinho (Fazenda Córrego da Mata)

Árbitro: Amilton César

Assistentes: Sebastião Aparecido e Anésio Rubens

4° árbitro: Wesley Elias

5° árbitro: Rosemira Cássia

Mesária: Samara Fernanda