Destaque »

Zema e ministros anunciam R$ 250 milhões para investimento em turismo e saneamento básico em Minas

10 de julho de 2020 – 17:36 |

Em uma agenda surpresa, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, concederam entrevista coletiva à distância na segunda-feira junto com o governador de Minas, Romeu Zema (Novo). …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Setor Habitacional de Araxá realiza reunião de diagnóstico

FOTOS_SetorHabitacional-(2)A Secretaria Municipal de Ação e Promoção Social, realizou reunião na sexta-feira passada dia 15 de abril, para debater o diagnóstico do Setor Habitacional da cidade. A reunião aconteceu na sede da Associação dos Municípios da Microrregião do Planalto de Araxá (Ampla). Funcionários da secretaria, profissionais ligados à área e o superintendente do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA) Paulo de Souza Jr assistiram a apresentação da empresa Gestão, Elaboração e Assessoria de Projetos Sociais Ltda (Gepro) feita por um dos seus sócios proprietários, William Duarte Matos. O assessor de Habitação e Serviço Social Vergílio José Silva Júnior afirmou que o principal objetivo desse trabalho é identificar os problemas de habitação de interesse da população araxaense que vive nas zonas rural e urbana. “Situação de casas em áreas de risco e de possíveis desmoronamentos, o surgimento, por exemplo, de animais peçonhentos, imóveis com antigos assoalhos, a parte de casa sem esgoto, enfim, todos esses pontos serão FOTOS_SetorHabitacional-(1)analisados nessa primeira etapa de muitos levantamentos”, reforçou o assessor Vergílio. O assessor acrescenta que esse trabalho da empresa feito, por exigência do Ministério das Cidades, incluiu a visita em campo de todos os setores de Araxá, que foi realizada no último sábado, 16 de abril. A segunda etapa é referente ao cadastro e identificação dessas famílias que têm problemas de habitação. “Depois dessas etapas, o diagnóstico vai para o Ministério das Cidades com o objetivo de estudar uma locação de recursos específicos para receber verba. Isso depende de aprovação, mas o primeiro passo foi dado e mostra que o município precisa desse apoio”, completou o assessor.