Destaque »

Ganso empata com Valeriodoce e continua no G4

24 de setembro de 2018 – 19:49 |

Em partida válida pela décima rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, versão 2018, chancelado pela Federação Mineira de Futebol, na manhã do último  domingo, dia 23 de setembro, o time do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Agronegócios

Vacinação contra aftosa imunizou 97% do rebanho mineiro de bovinos e bubalinos

vacina_200116A segunda etapa de vacinação do rebanho mineiro contra a febre aftosa, realizada em novembro de 2015, registrou um percentual de 97,42% de imunização de bovinos e bubalinos com idade de um dia a 24 meses. Foram imunizados 9.167.626 animais de um total de 9.410.657. A apuração dos resultados da vacinação foi finalizada na primeira quinzena de janeiro deste ano, a partir das informações fornecidas pelos produtores rurais ao Sistema de Defesa Agropecuária (Sidagro), software do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) que realiza o acompanhamento de dados relacionados à defesa agropecuária em Minas. O diretor-geral do IMA, Márcio Botelho, considerou importante o resultado. “Esse desempenho demonstra que, mais que uma obrigação legal, os criadores mineiros estão conscientes da importância de se vacinar os animais, iniciativa que é a única forma de se proteger os rebanhos contra a doença”. Ele completa que o resultado assume importância ainda maior, tendo em vista que Minas se  prepara para comemorar, neste ano, duas décadas sem ocorrência de febre aftosa, o que garante ao estado o status de área livre com vacinação concedido pela Organização Internacional de Saúde Animal (OIE). “A manutenção desse status é fundamental para garantir os produtos carne, leite e derivados para o consumidor mineiro e brasileiro e, também, para as exportações dos produtos da bovinocultura para o mercado internacional”, diz. Minas Gerais possui um plantel de 23,9 milhões de cabeças de bovinos e bubalinos. A vacinação desses animais contra a febre aftosa é obrigatória e acontece duas vezes por ano. Em maio são vacinados todos os animais, independente da idade e, em novembro, aqueles com idade de um dia a 24 meses.