Destaque »

Francelino Cardoso Júnior: Levando a vida contando boas histórias

21 de setembro de 2018 – 16:59 |

No final da semana que passou ( sexta-feira, dia 14 de setembro),  os pequenos alunos da Escola Municipal Alice Moura de Araxá, foram presenteadas com a visita do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Givanildo alerta para reformulação do América-MG e pede cautela com base

givanildoooooPés no chão. Depois de conduzir o América-MG à elite do futebol brasileiro após cinco anos longe dela, o técnico Givanildo Oliveira terá uma importante missão em 2016 – evitar que o Coelho sofra o famoso bate e volta, processo comum em equipes que ascendem da divisão de acesso e encontram dificuldades em se manter na Série A.      Entretanto, o treinador terá que lidar com um entrave neste início de temporada. A diretoria do clube promoveu uma profunda reformulação. Até o momento, 17 jogadores deixaram o grupo, e 11 reforços foram contratados. Neste processo, o time perdeu peças importantes como o zagueiro Wesley Matos e os atacantes Marcelo Toscano e Richarlison, destaques na campanha que garantiu a volta do Coelho na primeira divisão.  – Eu falei para eles no dia que eu renovei meu contrato pra esse ano. Eu disse que tem que ter atenção, cuidado pra não bater e voltar. Porque a Série A é forte, não é que nem a Série B. Vamos enfrentar um Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Fluminense, Grêmio, então é forte. Se você não se arrumar vai chegar na competição daqui a pouco e com, cinco jogos, seis, sete, oito, nove, 10, você está lá embaixo. Já falei com eles (diretoria), já abri o jogo. Nós estamos começando um trabalho, mudou muito de novo. Alguns jogadores foram embora porque houve interesse de clubes, alguns não tinham contrato, então foram embora porque apareceram bem no América-MG, outros eu não quis que ficasse. A gente está reformando, mas só que para a Série A vai ter que ter um grupo forte, melhor em termo de ter mais jogadores que venham e que se juntem a esses que estão aqui. Eu acredito muito nesses que estão aqui. Nós temos 22 jogadores, fora os goleiros. Então, vamos precisar de uma faixa de pelo menos mais quatro jogadores.