Destaque »

Eleições Municipais: Araxá já tem 77.110 eleitores aptos á votar este ano

14 de julho de 2020 – 17:02 |

Em função da pandemia do Coronavírus, no Brasil, a Justiça Eleitoral decidiu adiar o pleito municipal deste ano, para o dia 15 de novembro. Como no município de Araxá não há segundo turno nas eleições …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Santos vence Palmeiras no jogo de ida da Copa do Brasil

Santos vence PalmeirasO Santos abriu vantagem para ser campeão da Copa do Brasil. Na primeira partida da decisão, na Vila Belmiro (público de 14.116 pagantes), a equipe venceu o Palmeiras, por 1 a 0. O gol foi de Gabriel, no segundo tempo. O atacante já havia perdido um pênalti no início da partida. Na próxima quarta-feira (2), a equipe da Baixada joga por um empate em partida a ser realizada na Arena do Palmeiras. Não há gol qualificado na decisão da Copa do Brasil. Qualquer placar por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis. O jogo começou alucinante com duas chances claras de gol. Com 20 segundos de jogo, Gabriel Jesus sofreu falta na entrada da área pela esquerda. Na batida de Robinho, Vanderley espalmou e Jackson perdeu o gol na entrrada da pequena área. Na jogada seguinte, foi a vez do Santos responder. Lucas Lima bateu o escanteio, Arouca segurou Ricardo Oliveira. O juiz marcou pênalti para o Santos. Gabriel chutou na trave. Era só o começo da história da primeira final entre os clubes paulistas. Com 12 minutos de jogo o Palmeiras perdeu Gabriel Jesus, que machucou o ombro. NO lugar dele, o atacante Kelvin. Na sequência, Zeca teve boa chance. Driblou Robinho e chutou forte. O goleiro Fernando Prass espalmou. O Santos não sentiu o pênalti perdido e foi para o ataque. O time da capital tentava explorar contra-ataques, mas era mais lento do que a equipe do litoral. Com propostas diferentes, o jogo passou a ficar mais equilibrado, e com número maior de erros de passes. Com presença maior no ataque, o Santos criava chances claras. Aos 39 minutos, Ricardo Oliveira recebeu passe de Vitor Ferraz e, na cara do gol, chutou fraco. Fernando Prass salvou com o pé. O Palmeiras foi para o intervalo pressionado na partida. As posturas da equipe eram as mesmas depois da volta do intervalo. Aos dois minutos, Gabriel perdeu chance sozinho dentro da área. De novo, Fernando Prass salvou a equipe alviverde. Aos cinco minutos, foi a vez do Palmeiras reclamar um pênalti em cima de Barrios. O juiz não viu falta no lance. Um fato curioso aconteceu aos 23 minutos, quando o árbitro Luiz Flávio de Oliveira passou mal e deixou o jogo. Marcelo Aparecido de Souza passou a comandar a partida. O jogo voltava a ser equilibrado, e o Palmeiras valorizava o empate, mas não conseguiu segurar a pressão. Aos 33, em uma jogada pela esquerda, Ricardo Oliveira tocou para Gabriel, que, desta vez, não perdeu e abriu o placar. O Palmeiras tentou ensaiar uma reação, mas que foi interrompida pela expulsão do lateral Lucas (chutou a bola em cima do xará Lucas Lima, do Santos). Ainda deu tempo para Nilson perder gol incrível, depois que Ricardo Oliveira driblou Fernando Prass. Na próxima quarta-feira, a partida decisiva será realizada na Arena Palmeiras em São Paulo.