Destaque »

Tauá Grande Hotel de Araxá vai reabrir no dia 14 de agosto

7 de agosto de 2020 – 17:39 |

 
A rede Tauá publicou em suas redes sociais, que o Grande Hotel do Barreiro em Araxá, reabrirá no dia 14 de agosto em Araxá.
O Hotel está fechado desde o dia 18 de março, segundo …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Gansinho empata com juniores do CAM

Por: Alcino de Freitas.
Equipe do GansinhoEncerrando sua participação no hexagonal final do campeonato Mineiro de juniores (sub-20), a equipe do Gansinho sagrou-se pela terceira vez campeã do interior. Jogando em casa, Araxá, no sábado, 14, no Estádio Municipal Fausto Alvim, acabou empatando sem abertura de contagem diante dos juniores do Clube Atlético Mineiro. Partida em que os meninos do Araxá Esporte Clube foram superiores ao adversário e que, mereciam um resultado mais criterioso, caso não fosse os erros circunstanciais do árbitro. Sobre a arbitragem comentaremos mais a frente. Quanto a partida, o Gansinho comandou as ações, principalmente no primeiro tempo quando, o árbitro parcialmente passou a influenciar no resultado. Dois erros capitais, observados pelo critério da arbitragem. Primeiro: uma falta a favor do Gansinho, o árbitro deu seqüência a jogada, quando o atacante marcou o gol, o árbitro voltou atrás e mandou cobrar a falta de fora da área. Um erro clamoroso! O segundo erro foi tão contundente quanto ao primeiro. Falta a favor do Gansinho, o jogador do Atlético correu e cobrou a falta e o árbitro mandou seguir o lance. Depois de dois erros desta natureza, patéticos, coisas que nãoÁrbitro da partida Gansinho x Atlético ladeado pelos capitães gostariamos de estar comentando, só poderíamos esperar uma arbitragem pífia. Para que o torcedor tenha a idéia, os juniores do Atlético só chutaram com perigo contra a meta do goleiro Neto, aos 24 minutos do segundo tempo quando, o goleiro do Gansinho fez uma excepcional defesa. Leozinho, e Jhemerson e Daniel, deitaram e rolaram pra cima da defesa do Galo. Aos 19 minutos do segundo tempo o atacante Leozinho realizou uma jogada espetacular, descendo pela direita. Quando foi cruzar para Daniel seu companheiro que estava livre, caiu e se contundiu devido o “pique”. Gostariámos de registrar que, mesmo exercendo uma preciosa pressão sobre o adversário, falta ainda a equipe do Gansinho, aquele atacante “matador”, um homem gol. Agora, de uma vez por todas, é preciso terminar com esta arbitragem tendenciosa, com esta penúria de que, time do interior não se pode vencer os grandes da capital.
Gansinho: Neto, Luiz Felipe, Wesley (Max), Euris, Hugo; Glauco (Paulo Otávio), Leozinho ( Deivid), Jhemerson (Lucas Felipe), Lenon; Talles e Daniel (Vitor Hugo). Técnico: Gustavo Rodrigues (Brancão).
Clube Atlético Mineiro: Michael, Igor, Gabriel, Rodrigão (Anderson), Lorran; César, Roldan (Marcelo), Thales (Gustavo), Capixaba (Mucuri); Otávio (Luis Guilherme) e Webert. Técnico: Diego Giacomine.
Árbitro: Wagner Ferreira de Souza, auxiliado por Amilton Alves de Faria e Fabiano Jesus da Silva. Cartões amarelos. Para a equipe do Araxá Esporte Clube: Luis Felipe e Glauco.
Para o Clube Atlético Mineiro: Rodrigão e Roldan.  Equipe do Clube Atlético Mineiro