Destaque »

FestNatal resgata e destaca tradição das Folias de Reis

18 de dezembro de 2018 – 11:53 |

Uma tradição que está na alma do mineiro. Símbolos da chegada do período natalino e recentemente reconhecidas como Patrimônio Imaterial do Estado, as Folias de Reis ganharam espaço este ano no maior Festival Natalino de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Amadorão 2015. Grei sai na frente.

Por: Alcino de Freitas.
DSC03333Aconteceu no domingo, 15, no Estádio Municipal Fausto Alvim, a primeira partida da sensacional final do Campeonato Amador da primeira divisão de 2015. Dínamo e Grei são os protagonistas desta espetacular decisão. Apesar da chuva fria e fina que caía na manhã, em Araxá, a partida foi bem disputada e emocionante. Logo aos sete minutos do início de jogo, o goleiro Fabinho foi cobrar um impedimento marcado fora da sua área. Ao fazê-lo, a bola caiu nos pés do adversário Lucas Rebite que dominou e, da intermediária, chutou para o gol, acertando o alvo. Dínamo 1 a 0. Após o gol, a equipe do Dínamo recuou para garantir a vantagem. Aos poucos, a partida voltou a se equilibrar. Entretanto, aos 35 minutos, o goleiro Ricardinho, após segurar firme uma bola, antes da devolução, agrediu o atacante Bebeto que revidou. Um momento eletrizante. Ricardinho foi expulso, Luis Felipe o substituiu, e Bebeto cobrou a penalidade, empatando a partida. Veio o segundo tempo, e a equipe do Grei procurava tirar proveito de ter em campo um jogador a mais. Uma postura mais do que certa, só que a defesa do Dínamo, com muita personalidade, realizava uma partida perfeita. Aos 35 minutos, o Dínamo perdeu outro jogador. Liniker recebeu o segundo cartão amarelo e teve de deixar o gramado. Nesta altura, o técnico do Grei, Wellington Bem Bão, procurava aumentar seu potencial, colocando em campo mais atacantes. Aos 45 minutos, num cruzamento feito por Vitor, a bola desviou em Igão e acabou enganando o goleiro Luis Felipe, dando, assim, a vitória ao time do Grei. Dínamo que jogava por dois resultados iguais terá agora de buscar uma vitória para chegar ao título. Ao Grei, basta somente um empate.
Grei: Fabinho, Rafael Bundinha, Jorge (Zôba), Anderson, Kamu; Dalmer (Artur Carioca), Fabrício, Daniel (Cristian), Mateus Ibiá (Vitor); Caceba (Diego) e Bebeto. Técnico: Wellington Bem Bão.
Dínamo: Ricardinho, Dunguinha, Lucão, Igão, Kelvi; Caio Xaropinho, Liniker, Lucas Rebite (Luis Felipe), Pelezinho (Igor Gaega); Xande (Artur) (Paulo André) e Malaia (Germano). Técnico: Fernando Luxa.
Árbitro: Denilson Moura, auxiliado por Mauro Viriato e Wagner Martins. 4º árbitro: Nilson Rodrigues. 5º árbitro: Pedro Caetano. Mesária: Neide Goulart.
Cartão amarelo. Para o Grei: Kamu, Vitor e Bebeto.
Cartão vermelho. No Dínamo: o goleiro Ricardinho e Liniker.
Ao término da partida, aconteceu um início de desentendimento dentro de campo, e 4º e 5º árbitros, responsáveis pelo portão de entrada do gramado, correram para o meio de campo, ficando ao lado do árbitro central da partida, deixando o portão do gramado fechado, impedindo a entrada da polícia.

 

Equipe do FerroviárioEquipe Ferroviário

Na partida de fundo, também valendo o título de campeão pela 2ª divisão do Campeonato Amador de 2015, a equipe do Ferroviário venceu, por 2 a 0, o Aston. Os gols foram assinalados no segundo tempo por Chapola e Davi.
Ferroviário: Bil, Daniel, Índio, Jorge, Luis; Dener (Wesley), Mamão, Dieguinho (Eltinho), Eurípedes; Davi e Bruno Zoio (Chapola). Técnico: Cristiano Macaquinho.
Aston: José Wellington, Carrapicho, Alex (Ramon), Conca, Evailson; Wesley Velasco (Correia), Barriga, Cleiton (Lenon), Jhony; Wesley e Henriquinho (Wellington). Técnico: Leandro.
Árbitro: Wesley Elias, auxiliado por Walter José dos Reis e Washington César. 4º árbitro: Edilson José. 5º árbitro: Paulo César Viriato. Mesária: Kelen Muriel.

Equpe do AstonEquipe Aston