Destaque »

Araxá Esporte vence Ponte Nova e segue com 100% de aproveitamento na Segundona

20 de agosto de 2018 – 17:35 |

Jogando mais uma vez longe da torcida alvinegra, por causa do veto da Federação Mineira de Futebol, ao estádio Fausto Alvim, o time do Araxá Esporte Clube, venceu de novo no Campeonato Mineiro da …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Outro vereador de Araxá é preso temporariamente

João Bosco Borges

No final da tarde da última quarta-feira, dia 30 de setembro, a Polícia Civil de Araxá, prendeu temporariamente o vereador do PR João Bosco Borges, que segundo o Delegado Regional da PC é suspeito de desviar um trator de propriedade da Prefeitura Municipal de Araxá para uso particular. O engenheiro civil, ex-secretário do ex- prefeito Dr. Jeová e atual vereador João Bosco Borges, ao ter conhecimento da decretação de sua prisão temporária, se apresentou à delegacia de polícia de Araxá acompanhado de seu advogado. No final da semana que passou ( sexta-feira, dia 25 de setembro), por meio de uma denúncia, a Polícia Civil de Araxá, teria comprovado que um trator da marca Massey e Fergusson, máquina do patrimônio da Prefeitura Municipal de Araxá estava há mais de um ano sendo utilizado em uma fazenda do ex-prefeito Dr. Jeová Moreira da Costa ( imóvel arrendado para o vereador João Bosco Borges) e também uma caixa d’água de 20 mil litros que pertencia ao Frigorífico Municipal de Araxá. Dr. Jeová e João Bosco compareceram na delegacia na sexta-feira passada para dar explicações sobre o caso e foram liberados naquela oportunidade. No entanto após novas diligências, investigações e depoimentos de outras pessoas envolvidas ( funcionários da prefeitura e da fazenda do vereador), o delegado Regional, Cezár Felipe Colombari da Silva, decidiu pela decretação da prisão temporária de João Bosco Borges. Em relação às acusações, o ex-prefeito e médico Jeová Moreira da Costa, ele se defendeu dizendo que, “ a propriedade rural onde foi encontrado o trator é minha. Mas eu arrendei a fazenda para o João Bosco no ano de 2012″. Segundo afirmou o delegado Felipe Colombari, existe no caso fortes indícios de crime . “Na nossa visão, tudo leva a crer que houve desvio de bens públicos para fins particulares”. Se as acusações forem comprovadas, o vereador João Bosco Borges do PR, poderá ser afastado do cargo e até perder o mandato. João Bosco Borges que já assumiu o cargo na Câmara Municipal de Araxá, como suplente no lugar do ex-vereador Miguel Júnior do PMDB que renunciou ao mandato. Caso João Bosco Borges perca a cadeira no Legislativo araxaense, quem deverá assumir a cadeira, será o segundo suplente da coligação, Edinho Souza.