Destaque »

Ganso empata com Patrocinense e garante vaga na semifinal da Segundona

14 de outubro de 2018 – 0:07 |

Terminou agora a pouco, ( sábado,dia 13 de outubro de 2018), a partida entre Patrocinense e Araxá Esporte, no estádio Júlio Aguiar, na cidade de Patrocínio, pela última rodada da fase de classificação do Campeonato …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Com Fla e Flu, nasce a Liga Sul-Minas-Rio

Numa reunião na sede do Flamengo no último final de semana passada, no Rio de Janeiro, nasceu a Liga Sul-Minas-Rio, com seu primeiro estatuto assinado por treze clubes. Os fundadores da liga são Flamengo, Fluminense, Inter, Grêmio, Atlético-MG, Cruzeiro, Coritiba, Atlético-PR, Joinville, Chapecoense, Criciúma, Avaí e Figueirense.Com a liga oficialmente fundada, começam agora as negociações para viabilizar a criação de um campeonato, a ser disputado no primeiro semestre. A ideia é que o torneio seja disputado por dez clubes (dois de cada estado), em oito datas, já no ano que vem. – A intenção é fazer já em 2016, no ano que vem. Tem que adaptar ao calendário dos estaduais. A competição terá oito datas, eu acho que não terá problema – declarou ao blog Delfim de Pádua Peixoto, da Federação Catarinense de Futebol, única que apoia abertamente a criação da liga.O torneio, se chegara ser criado, terá dois representantes de cada estado fundador da Liga. No caso de Santa Catarina, os escolhidos seriam Figueirense e Criciúma, que são os dois primeiros do estado no ranking da CBF. – Agora vai haver a contratação de um CEO da liga, e vamos começar a pensar em regulamento, financiamento, formato, tribunal de penas, disciplina financeira. Temos certeza absoluta que a CBF vai oficializar a criação dessa liga – declarou o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan.O estatuto da nova liga já foi entregue para a CBF. O presidente da Federação Gaúcha, Francisco Noveletto, é contra a liga.O primeiro presidente da Liga Sul-Minas-Rio é Gilvan Tavares, do Cruzeiro. O vice é Nilton Machado, do Avaí, e o secretário da nova entidade é Maurício Andrade, diretor-executivo do Coritiba. Segundo o presidente da Liga, Gilvan de Pinho Tavares, “esse é um passo gigantesco. É assim no mundo aí fora onde o futebol deu certo. É assim na Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha. Tem que copiar o que deu certo. A gente está atrasada. O futebol brasileiro, o argentino, comparado aos europeus, estão muito atrasados em relação a isso. As nossas administrações, os nossos campeonatos, não chegam perto. A gente arrecada infinitamente menos porque não temos a mesma organização. Vamos alertar os outros clubes sobre a necessidade de dar esse passo”. O dirigente disse ainda que nada no estatuto da liga impede a adesão de outros clubes, e ressaltou que, se fosse tentar um acordo com todos de uma vez, seria muito mais complicado: nesse início, se fosse querer dar o passo total e atingir todos, talvez não atingisse a adesão de todos. Começamos com oito clubes, depois tivemos Flamengo e Fluminense. E já sabe que muitos outros clubes estão pleiteando também fazer parte dessa liga. Nada impede, mas por enquanto estamos no momento de criação, criar o estatuto, registrar, criar a liga. Nada impede que amanhã admita mais um, outro, daqui a pouco ter todos os clubes. E vai ser bom para o futebol brasileiro.

Foto Liga Rio - Sul - Minas 1 Foto liga rio suk minas 2