Destaque »

Francelino Cardoso Júnior: Levando a vida contando boas histórias

21 de setembro de 2018 – 16:59 |

No final da semana que passou ( sexta-feira, dia 14 de setembro),  os pequenos alunos da Escola Municipal Alice Moura de Araxá, foram presenteadas com a visita do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

FADA respira por aparelhos: funcionários não recebem salários há três meses

A respeito da crise financeira que assola a Fada, uma das principais e mais importantes entidades assistenciais de Araxá e região, esta semana, o JORNAL INTERAÇÃO, voltou a procurar a Associação de Assistência à Pessoa com Deficiência de Araxá, para saber como está a situação da entidade, duas semanas após, a reportagem exclusiva (publicada na edição do dia 18 de julho de 2015), por este semanário. Naquela oportunidade, a diretora administrativa da instituição, Maria da Conceição Aguiar Santos, a Cota, disse que, “agora a situação se complicou, porque, devido à transição no governo municipal, as mudanças nos Conselhos Municipais acabaram atrasando os projetos e programas que são voltados para a destinação de recursos para a nossa entidade”. Cota lembrou que, “hoje a Fada oferta totalmente de graça à comunidade diversos atendimentos na área clínica. A entidade tem por finalidade atuar na reabilitação de pessoas com deficiência tanto permanente quanto temporária. A média de atendimento é de 6 mil pessoas por mês.” Ontem( quinta-feira), Maria da Conceição Aguiar Santos, contou a reportagem que “ a nossa situação se agravou ainda mais. Estamos completando o terceiro mês de salários atrasados com os nosso colaboradores da clínica, que são 53 funcionários. A folha de pagamento mensal gira em torno de 35 mil reais.” Sobre a liberação esta semana de 30 mil reais, pela prefeitura de Araxá para a Fada, Cota, disse que o dinheiro faz parte de uma parcela de uma emenda parlamentar do deputado federal Aracely de Paula que estava parada no prefeitura desde 2013. “É um respiro pra gente, mas infelizmente esses 30 mil reais, por lei só podem ser aplicados na aquisição de fornecimento de gêneros alimentícios, produtos de limpeza, hortifrutigranjeiros, utensílios domésticos, material de papelaria e fraldas. Não podemos usar o recurso para minimizar a situação salarial dos nossos colaboradores. ” Finalizando a diretora administrativa da FADA, Maria da Conceição Aguiar Santos, a Cota, disse que” se não liberarem logo a subvenção municipal no valor de 249 mil reais, o fim da entidade está muito próximo.”

Foto prefeito repassa 30 mil pra Fada

Foto Cota da Fada Foto sede da Fada