Destaque »

Zema atrai mais de R$ 4,8 bi em investimentos

14 de junho de 2019 – 18:24 |

Nos cinco primeiros meses da gestão do governador Romeu Zema, o Governo de Minas Gerais atraiu mais de R$ 4,8 bilhões em novos investimentos para o Estado, com a expectativa de criação de cerca de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Luxemburgo quer mudança de atitude do Cruzeiro para embalar no campeonato

A derrota inesperada por 1 a 0, no domingo passado para a Chapecoense em pleno estádio do Mineirão, pela oitava rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, foi recebida com protestos  e desconfiança pela  torcida do Cruzeiro. Depois de três vitórias seguidas o técnico Vanderlei Luxemburgo, elogiou a equipe catarinense, e reprovou a postura ofensiva de sua equipe. “Eu sabia que seria complicado, tínhamos que criar e não deixar espaços para os contra-ataques. Eles fizeram o gol e se fecharam. Faltou criatividade, um pouco mais de drible para furar a defesa. Ficamos Burocráticos. Foi muito ruim perder em casa”, disse o treinador. Vanderlei também disse que é preciso se recupera fora de casa, e pensar nas próximas quatro partidas para que sua equipe consiga uma colocação melhor: “Agora vamos começar o segundo bloco de quatro jogos e buscar uma situação que nos conduz a uma situação melhor”, analisou o treinador. Luxemburgo ainda reclamou algumas ausências como Alisson e Gabriel Xavier na partida de domingo (21), e comentou que a Chapecoense jogou por uma bola e conseguiu seu objetivo, sem criticar a postura do adversário. “Mérito da Chapecoense, que teve uma proposta de jogo e saiu com o resultado. Ela se propôs a fechar e saiu com o resultado em uma bola parada“, elogiou o treinador celeste. Por fim, Vanderlei Luxemburgo comentou sobre o novo horário de partidas que está em fase de testes pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O técnico deixou claro que não aceita a justificativa de mudança de hábitos por conta deste fato, e mais uma vez, deu méritos para a equipe catarinense pela vitória. “É legal um jogo as 11h, mas muda toda historia. Falei com os jogadores quem aqui não jogou bola as 11? Nós treinamos de manhã. Não tem desculpa pelo horário. A derrota veio pela proposta da Chapecoense”, finalizou o treinador celeste. No próximo domingo, dia 28 de junho o Cruzeiro enfrenta no Paraná, o time do Coritiba ás quatro horas da tarde no estádio Couto Pereira.