Destaque »

AAL comemora 53 anos e escritora Wilma Cunha recebe Comenda Literária

19 de Maio de 2018 – 0:36 |

A noite da última terça-feira, dia 15 de maio de 2018, foi de comemoração  e homenagem, para os membros da  AAL – Academia Araxaense …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Para aqueles que sonharam, ele acabou!

Por: Alcino de Freitas.

Depois da derrota do Araxá Esporte no sábado, 2, diante do Uberlândia Esporte, em Araxá, no Estádio Municipal Fausto Alvim, pelo hexagonal final do Campeonato Mineiro do módulo II, pelo placar de 1 a 0, ouvi falar que o sonho de ser campeão, ou vice,  que daria o direito ao Ganso de galgar a divisão principal do futebol mineiro, terminou. Para mim, este sonho nunca existiu, uma vez que a classificação do time para o hexagonal já foi surpreendente. Quando da preparação da equipe para o início do campeonato, os resultados obtidos nos deixaram preocupados, pois o pressentimento era de rebaixamento. Pela nossa ótica, diante da situação exposta, não houve sonho algum, e sim uma bela surpresa, com o clube saindo de um mau pressentimento e chegando ao hexagonal. Agora, vamos ao jogo entre Araxá x Uberlândia. Se o time araxaense necessitava de duas vitórias para voltar a uma boa classificação, o Verdão da Cidade Sorriso  mostrou-se mais competente. Venceu o primeiro jogo em Uberlândia por 3 a 1, e, no jogo do último sábado, diante de uma partida tumultuada (pelos uberlandenses) e mal arbitrada por Erik Geovanni Fernandes, acabou vencendo pelo placar mínimo. Uberlândia veio a Araxá, trouxe sua torcida, jogou um primeiro tempo para não tomar gol. Araxá Esporte até que começou bem a partida, pressionando, mas a expulsão do atacante Dalmo (injusta), aos 31 minutos do primeiro tempo, deu uma séria vantagem ao adversário. E a partir deste instante, o jogo tornou-se frenético, tumultuado e com uma arbitragem confusa. Faltas violentas não foram marcadas, e o Uberlândia passou a fazer uma cera, sem precedentes e sem qualquer punição. O primeiro tempo terminou sem nenhuma emoção. Para o segundo tempo: primeiro, uma confusão envolvendo o presidente do Uberlândia, que declarou ter sido agredido quando foi escutar reclamações dos dirigentes do AEC junto ao árbitro. Depois, mais um atraso considerável, pois a ambulância que foi levar um jogador contundido ao hospital, Marcos Nunes, do Uberlândia, demorou a voltar, e o árbitro esperou pelo seu retorno. Jogo reiniciado e logo o goleiro Clebão no chão fazendo cera. Desta feita, punido com o cartão amarelo. Se o Araxá Esporte tinha um jogador a menos em campo, ficou muito difícil de penetrar na defesa do Uberlândia, que também não tinha um volume acentuado de jogo. A postura da zaga do Ganso era firme, com destaque para o zagueiro Levi e para o meio-campista Pinguim. O gol do Uberlândia aconteceu aos 35 minutos, quando, num ataque, a bola sobrou para o atacante Jackson Five, dentro da área, que assinalou o gol da vitória do Verdão.

Araxá Esporte Clube: Flávio Moranga, Raniel, Levi, Cássio, Fernandinho; Pinguim, Ramon (Serginho), Vander (Marcelinho), Daniel Marins (Paulo Henrique); Dalmo e Cassimba. Técnico: Wallace Lemos.

Uberlândia Esporte Clube: Clebão, Renan, Andrezão, Fernandão, Vandinho; Jordan, Leo Paraíba (Jackson Five), Alê, Elivelton: Marcelo Regis (Fábio), Marcos Nunes (Duduzinho). Técnico: Paulo César Catanocci.

Árbitro: Erik Geovanni Fernandes, tecnicamente muito fraco, disciplinarmente pior. Ele e o seu 4º assistente expulsaram de campo um colega de Rádio que lhe questionou o porquê da expulsão do atacante Dalmo. Uma atitude antidemocrática. Conseguiu desagradar as duas equipes, auxiliado por Marcos Vinicius Gomes e por Marciano Pires de Lima.

Cartões amarelos. Para o Araxá Esporte: Raniel, Cássio, e para o Dalmo, que recebeu dois cartões amarelos e foi expulso da partida.

No Uberlândia Esporte: Clebão, Vandinho, Leo Paraíba e Duduzinho.

Os outros resultados do hexagonal foram: no Ipatingão, aconteceu o empate entre o Ipatinga diante do América de Teófilo Otoni, pelo placar de 1 a 1. Em Coronel Fabriciano, no Luisão, o Social venceu o Tricordiano por 2 a 1.

A classificação passou a ser a seguinte: em 1º lugar, Social, com 11 pontos ganhos; 2º, Tricordiano, 10; 3º, América Teófilo Otoni, 10; 4º, Uberlândia, 9; 5º, Araxá Esporte, 5; em 6º lugar, o Ipatinga, com 5 pontos ganhos.

A sétima rodada do hexagonal marca os seguintes jogos: sábado, dia 9, às 16h, no Ipatingão, Ipatinga FC. x Araxá Esporte. Em Uberlândia, no Parque do Sabiá, às 16h, Uberlândia x Tricordiano. Domingo, dia 10, às 10h, em Teófilo Otoni, no Estádio Nassri Mattar, América T.O. x Social.