Destaque »

França e Croácia decidem Copa do Mundo na Rússia

14 de julho de 2018 – 22:28 |

Após a eliminação do Brasil nas quartas de final e a derrota de Bélgica e Inglaterra nas semifinais, França entra em campo neste domingo tentando o bicampeonato mundial de futebol na Copa do Mundo, às …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Fórum Comunitário: discute a situação dos cães de rua em Araxá

Um fórum comunitário realizado no início desta semana na Câmara Municipal de Araxá tratou da questão de animais de pequeno porte soltos  ou abandonados nas ruas da cidade de Araxá. O fórum, que foi proposto pelo vereador do PTdoB, Romário do Picolé, foi presidido pelo vice-presidente da Câmara Municipal, Fabiano Santos Cunha e contou com as participações dos Vereadores Alexandre (Irmãos Paula) e Mauro do Detran. Ainda fizeram parte do encontro,  vice-prefeita e Secretária de Saúde do município, Lídia Jordão; o Major da Polícia Militar, Fernando Reis; o Sargento Lúcio, do Corpo de Bombeiros e o Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Elias Pedro Vieira, além de integrantes de associações, entidades e ONGs que cuidam e protegem cães e gatos no município de Araxá. Em entrevista a reportagem do JORNAL INTERAÇÃO, o vereador Romário, disse que, “o grande número de cães de rua na cidade pode ser explicado pela falta de planejamento do poder público nos últimos anos. Mas essa situação pode ser revertida com políticas públicas por parte do centro de zoonoses, estímulo à castração, vacinação, posse consciente e criação de um conselho municipal. Nos queremos que o pode público tome frente ao assunto, que hoje é tratado com descaso e esta sendo mantido por voluntários e entidades e associações sem fins lucrativos que as vezes não tem condições e nem estrutura para tanto problema.” De acordo com vereador do PDT,  Mauro do Detran, a castração deve ser encarada como prioridade no momento. “ Eu sugiro que se faça um levantamento preciso da população de cães de rua, visando ações mais planejadas.” Para o vereador do PR, líder do governo na Câmara, Alexandre Irmãos Paula, “ esta é uma responsabilidade de todos”. Ale acrescentou que além das ações é preciso uma conscientização bem ampla da comunidade e autoridades  anão enfrentamento do problema. Para a vice-prefeita de Araxá, Lídia Jordão, que também exerce função de Secretária Municipal de Saúde, reconheceu o problema e disse que, “  a construção de um canil demanda tempo, e que uma medida com resultado mais imediato seria a destinação de um espaço destinado à esterilização desses animais. Durante o debate a coordenadora do projeto voluntário “Castração Evolução”, Ludmila Antunes,  disse que “a população de cães em Araxá está fora do controle, e que a situação é alarmante.” Já Onilda Soares, integrante da equipe responsável pelo “Abrigo Mão de Assis”, cobrou um programa de castrações e um abrigo municipal com estrutura adequada. “ É preciso ações urgentes para minimizar o problema. A construção de um canil municipal só , não vai resolver a situação. Precisamos tratar o assunto com  mais respeito e seriedade.”  No final do fórum, o vereador Romário do Picolé do PTdoB, elaborou um projeto de lei sobre as ações e propostas discutidas no encontro. O projeto, foi apresentando  na reunião ordinária da Câmara Municipal da última terça-feira e ainda será analisado pelos demais vereadores araxaenses.