Destaque »

Prefeitura desenvolve projeto com gestantes em Araxá

23 de outubro de 2018 – 16:15 |

Encontros mudam a rotina de cada participante na Uninorte, no bairro Urciano Lemos. A Prefeitura de Araxá, através da Secretaria Municipal de Saúde, desenvolve um projeto importante com gestantes, pacientes das unidades Estratégias Saúde da …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

O adeus às Palmeiras Imperais

Com uma pequena máquina fotográfica nas mãos e o sentimento de nostalgia,  seu Ahíton  Guimarães de 79 anos, acompanhou e registrou esta semana,  cada detalhe do início do trabalho de retirada das  34 palmeiras imperais, plantadas no final da década de 1970 do século passado, no canteiro central da avenida Senador Montandon,  em Araxá. O aposentado que morava na avenida, disse a reportagem do JORNAL ARAXÁ,  que se lembra com riqueza de talhes, quando as imponentes árvores foram plantadas na primeira administração do Prefeito Aracely de Paula. “ Naquela época a Avenida Senador Montandon, não tinha canteiro central, nem asfalto. A rua era calçada com aquelas pedras irregulares, chamadas de “ pé de moleque”.  Quando as pequenas mudas foram colocadas no recém construído canteiro, a “ Senador Montandon, ganhou vida, ficou imponente e decorada, porque as árvores além de ornamentar também dão identidade e embelezam o espaço.”  Para explicar melhor o gesto saudosista de seu Ahílton  Guimarães, é importante lembrar que, na manhã da última  terça-feira (7), a  Prefeitura de Araxá, deu  início as obras de  revitalização da avenida Senador Montandon,  com a remoção das palmeiras imperiais do canteiro central da via, conforme Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado recentemente entre o prefeito Aracely de Paula e o Ministério Público de Minas Gerais, por meio das Promotorias do Patrimônio Público e do Meio Ambiente, e amplo debate com ambientalistas do “Grupo Araxaense Graças a Deus”.

Detalhes técnicos:

Segundo o paisagista André Honorato, um dos responsáveis técnicos pelo serviço de retirada das árvores, seis palmeiras serão transplantadas para uma área no Centro Administrativo, onde será construído um memorial com outras  palmeiras imperiais. Ele disse que, “  o  trabalho inicial compreenderá o quarteirão entre a avenida Getúlio Vargas e rua Capitão Izidro, e posteriormente continuará em outros setores. A avenida Senador Montandon,  também receberá nova pavimentação, alinhamento de meios-fios, redução do canteiro central para alargamento da pista, que terá duas faixas para veículos em cada sentido, estacionamento e novo calçamento que será padronizado com piso estilizado.” De acordo com o Secretário Municipal de Obras Públicas e Mobilidade Urbana, o engenheiro Sebastião Donizete de Souza, a revitalização da avenida Senador Montandon, está orçada em R$ 3,2 milhões, com recursos do Estado e do Município, e a conclusão prevista para seis meses. “ É uma obra muito importante, pois a  avenida,  recebe em média de 7 mil veículos nos dias úteis.” Ainda de acordo com  o Secretario Sebastião, as palmeiras já estão “sufocadas” no local. “Para que tenhamos duas faixas de trânsito, precisamos usar aquele espaço que hoje é ocupado pelas palmeiras. Acreditamos em um projeto ousado que vai dar visibilidade para avenida e principalmente atende o anseio da população com relação à fluidez no trânsito”, concluiu ele. O trabalho de retirada das 34 palmeiras imperais do canteiro central da avenida Senador Montandon, deverá ser concluído neste fim de semana ( sábado). O serviço conta com o apoio da Assessoria de Trânsito e Transportes da Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Cidadania na organização e orientação do trânsito. Copasa, Cemig e Corpo de Bombeiros também acompanham a obra executada por equipes da Flora Urciano e da Vecol Terraplenagem e Pavimentação. O paisagista André Luiz Honorato, disse que estão sendo usados no serviço; vários  guindastes mecânicos, caminhões basculantes, carretas e retro escavadeiras. Estamos com 34 colaboradores atuando diretamente no processo de poda, corte dos troncos e retirada das  raízes do solo. É um trabalho delicado, de risco e muito calculado. As copas  das palmeiras e os troncos cortados serão depositados numa área especial no Distrito Industrial, onde deverão passar por um processo de decomposição sem nenhum dano ao meio ambiente.” Concluindo,  André,  disse que a prefeitura está realizando um estudo para definir a remodelação da via e do canteiro central. “ Ainda não foi definido se haverá  paisagismo no local onde foram retiradas as palmeiras imperais.”

Memórias e saudade:

Saudosista mas consciente da importância da revitalização planejada e segura da avenida Senador Montandon, seu Ahílton Guimarães, concorda com a retirada das palmeiras imperais e faz uma revelação emocionada à reportagem do JORNAL INTERAÇÃO; “ a vida é feita de ciclos e o ciclo das palmeiras imperais da “Senador  Montandon”, infelizmente chegou ao fim. Eu que vi elas crescerem e decorar nossa avenida, agora sou testemunha da retirada. Mas, certamente outras árvores virão para alegrar, enfeitar e dar sentido verde a esta tradicional e importante avenida da nossa Araxá.” Já o barbeiro Sebastião Ferreira dos Reis, de 76 anos, um araxaense que tem como hobby o gosto pela natureza e também acompanhou desde o início a história das palmeiras imperais da “Senador Montandon”, disse ao JORNAL INTERAÇÃO, que “ o barulho das serras e o corte das árvores, chegam a doer dentro da nossa alma, mas a gene sabe que era preciso essa medida, porque a maioria delas estava comprometidas e levava risco  aos moradores, pedestres e motoristas. Mas, como a natureza é sábia e generosa, certamente as novas árvores que serão plantadas aqui, vão dar vida nova á avenida e continuar a missão verde das antigas palmeiras que por mais de 30 anos deram cor e vida a esta avenida; concluiu seu “Sebastião Barbeiro”, tomado pela emoção.