Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Sensacional virada no Fausto Alvim

“Araxá Esporte 2 x 1 Tricordiano.”

Por: Alcino de Freitas.

Iniciando o hexagonal final do Campeonato Mineiro do módulo II, Araxá Esporte Clube recebeu no sábado, 28, a equipe do Tricordiano, de Três Corações, no Estádio Municipal Fausto Alvim, onde acabou, de virada, conquistando uma suada vitória pelo placar de 2 a 1. Um confronto de fortes emoções, que destacou a grandeza, a garra e a determinação das duas equipes que não apresentaram um espetáculo técnico, mas que trocaram o técnico pelo espírito de luta. Um jogo emocionante, vibrante, corrido, disputado palmo a palmo, onde uma jogada errada poderia ser fatal para o adversário ou então uma jogada individual que acabou dando a vitória ao alvinegro araxaense. O Ganso iniciou a partida muito bem, procurando impor o seu ritmo, enquanto o Tricordiano jogava mais recuado, nitidamente, na base do contra-ataque, tentando buscar o empate. Se o Araxá Esporte era mais incisivo, faltavam-lhe, ainda, melhores criações para conquistar seu gol. Pelo lado do Tricordiano, os contra-ataques também eram perigosos, mas o goleiro Flávio Moranga estava bastante seguro e passava tranquilidade para seus companheiros. E sem lances de maiores profundidades, o primeiro tempo só poderia terminar sem abertura de contagem. Logo no início do segundo tempo, o técnico Wallace mexeu no seu time. Entraram Serginho e Lucas Evangelista, segundo Wallace, para pressionar mais o adversário. Mas o jogo continuava pegado, difícil, até que, aos 27 minutos, Tricordiano realizou uma boa jogada individual pela direita e houve um lançamento para Mário César que pegou de primeira, fazendo 1 a 0 para o Tricordiano. Aí o Ganso correu atrás do prejuízo. Aos 34 minutos, escanteio pela direita. Vander cobrou, e Dalmo, de cabeça, empatou a partida. Nesta altura, o estádio incendiou-se: 1.804 pagantes, fora aqueles que não pagaram, gritavam, empurrando o time, levando-o a uma vitória vibrante. Aos 39 minutos, Vander, antecipando-se ao zagueiro e ao goleiro, através de um bom cruzamento feito por Paulo Henrique, marcava o gol da vitória, deixando o dever de casa muito bem feito. Uma vitória rumo à primeira divisão?

Araxá Esporte Clube: Flávio Moranga, Raniel, Reginaldo, Nilo, Fernandinho (Paulo Henrique); Dudu Araxá, João Paulo, Vander, Gabriel Buru (Serginho); Dalmo e Cassimba (Lucas Evangelista). Técnico: Wallace Lemos.

Tricordiano: Rubens, Catatau, Adinaldo, Alcyr, Maycon Souza; Bruno Moreno, Mário César, Robinho, Ribeiro (Carrara); Léo Andrade e Rudmar (Leandro Bocão). Técnico: Luis Carlos Barbieri.

Árbitro: Antônio Márcio Teixeira da Silva, auxiliado por Breno Rodrigues e por Marciano Pires de Lima.

4º árbitro: Paulo César de Souza.

Cartões amarelos. Para o Araxá Esporte: Raniel, Reginaldo, Vander, Dalmo e Lucas Evangelista.

Para o Tricordiano: Adinaldo, Bruno Moreno, Mário César, Ribeiro e Léo Andrade.

Público pagante: 1.804, para uma renda de R$ 22.250,00.

Pela segunda rodada do hexagonal, o alvinegro araxaense vai até a cidade de Coronel Fabriciano, onde enfrentará o Social que venceu o Ipatinga pelo placar de 1 a 0. O grande problema do Araxá Esporte é que vai desfalcado de cinco jogadores que atuaram na vitória contra o Tricordiano, inclusive seu artilheiro, o Dalmo. O técnico Wallace Lemos falando à reportagem depois da vitória contra o Tricordiano declarou que tem em mãos uma equipe e não apenas um time. Isto é que ser positivista. O Uberlândia vai receber o Ipatinga, no Parque do Sabiá, Uberlândia que perdeu para o América de Teófilo Otoni e vai em busca de uma recuperação. O Ipatinga, que perdeu para o Social, se perder a segunda, começa a se complicar, e, finalmente teremos o Tricordiano, que perdeu para o Ganso, recebendo o América de Teófilo Otone.