Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

AEC não vai além de um empate

Jogando amistosamente na última quarta-feira no Estádio Municipal Fausto Alvim, em Araxá, diante do Comercial de Ribeirão Preto, confronto que serviu como mais um preparativo para o inicio do campeonato Mineiro da 2ª divisão, nos dias 14 ou 15 de fevereiro, oportunidade em que o Araxá Esporte Clube estará estreando na competição diante do Clube Atlético  Patrocinense. Esta foi à terceira partida realizada pelo clube alvinegro araxaense, este ano, sem conquistar nenhuma vitória. Os outros dois jogos amistosos foram: uma derrota em Patos de Minas diante do Mamoré, por 2 a 0, e, em Belo Horizonte, perdeu para o América Mineiro pelo placar de 4 a 0. Não tive a oportunidade de assistir a partida em Belo Horizonte diante do América, mas, do primeiro jogo em Patos para este jogo do Comercial, creio ter muito pouco a acrescentar. Houve uma evolução bizarra pra não dizer que não aconteceu, entretanto, o time ainda está muito longe do seu ideal. A zaga jogando na base da improvisação, um meio de campo pouco produtivo (falta um volante que saiba destruir e passar a bola para os meias criarem, apesar de que, Wander o camisa 10, é um dos poucos destaque da equipe), e, finalmente o  ataque continua inoperante, jogando isolado com pouquíssimas chances de gol e errando muito nas finalizações. Diante do Comercial, uma equipe mista que veio a Araxá para este jogo (não acredito em hipótese alguma que, aquele era o time principal do Comercial que irá disputar o campeonato Paulista da serie A2). O Araxá Esporte tinha a obrigação de ser um time mais consistente, mais determinado, mostrando um futebol mais ofensivo, mais harmonioso de maior qualidade e de mais relevância, já que se apresentava diante de uma pequena torcida a seu favor pela primeira vez. Conseguiu marcar um gol aos 31’ do 2º tempo quando, Wander, o camisa 10, cobrou um escanteio pela direita e o goleiro Pablo, tentando afastar a bola com os punhos, acabou jogando-a contra suas próprias redes. O Comercial que era um time até então, cauteloso, que jogava recuado para não tomar gols, sentindo-se atrás no marcador, aos 37’,  criou coragem, e, aproveitando uma falta a seu favor, adiantou os seus zagueiros, e no lançamento da bola para a área, o zagueiro Mizael cabeceou empatando a partida. No final do jogo o Ganso ainda teve mais uma chance quando, Lucas Evangelista cruzou e Tony livre, cabeceou para fora. O resultado desta partida mostra a limitação do time do Araxá Esporte. Muito longe ainda de atingir o objetivo, proposto pela sua diretoria, a de voltar a 1ª divisão do futebol mineiro.

O Araxá Esporte Clube jogou com: Fernando Hilário, Raniel (Lucas Evangelista), Cássio, Nilo, Matheus (Lucas Mineiro); Renan (Gabriel Buru), Marcos Pinguim (Lucas Evangelista), Robertinho (Jonathan), Wander (Marcelinho); Paulo Henrique (TonY) e Augusto Fernando (Carlinhos). Técnico: Wallace Lemos.

O Comercial foi de: Pablo, Flávio, Fernando (Thiago), Mizael, Luanderson; Gustavo, Wesley, Giovane (Vitor), Paulo José; Amoroso (Franco) e Taó (Bruno). Técnico: Paulo Muller.

O árbitro da partida foi: Nilson Rodrigues, auxiliado por José Maria da Silva e Gilson Olegário, trio da Liga Araxaense de Desportos (LAD).