Destaque »

Primeiro jogo da final do Ruralão termina empatado

20 de agosto de 2019 – 11:18 |

Domingo, 18 de agosto, foi dia do primeiro jogo da final do Campeonato Ruralão 2019, promovido pela Secretaria de Esportes, para Chácara Dona Adélia x Fazenda Máfia. O …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Cultura

1° Campanha de Popularização do Teatro e Dança de Araxá

Para começar em grande estilo, no próximo mês, haverá apresentação de um dos maiores sucessos de público do teatro brasileiro.

A 1ª Campanha de Popularização do Teatro e Dança de Araxá trará o espetáculo “Acredite, um Espírito Baixou em Mim”, que é hoje um dos maiores sucessos de público do teatro brasileiro. O evento é resultado de uma parceria do Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas (Sinparc), Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Araxá (Aparc) e da Prefeitura Municipal de Araxá e é patrocinado pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM). A apresentação acontecerá no dia próximo dia 12 de maio, às 21h, no Teatro Tiradentes, do Tauá Grande Hotel de Araxá.

“Acredite, um Espírito Baixou em Mim” conta a história de um homossexual assumido, inconformado com a própria morte, que foge do céu para viver novas experiências e acaba criando uma grande confusão após incorporar em um machista radical.

Os atores mineiros Ilvio Amaral e Maurício Canguçu comandam essa comédia, que já levou mais de 1.700.000 pessoas ao teatro. Comemorando 13 anos em cartaz, o espetáculo é garantia de riso frouxo e vem fazendo com que o público volte uma, três, cinco vezes.

O incontestável sucesso da montagem começa no texto de Ronaldo Ciambroni, que foi capaz de amarrar situações corriqueiras e inusitadas de extremo humor. Sandra Pêra dirige o espetáculo, dando ritmo e arrancando deliciosas gargalhadas do público.

Lolô, personagem de Ilvio Amaral – que tem no currículo mais de 38 peças, entre elas, “Deus lhe Pague”, dirigida por Bibi Ferreira, “A Idade da Ameixa”, dirigida por Guilherme Leme e “A Saga da Senhora Café”, dirigida por Marília Pêra – morre durante um acidente de carro. Sem acreditar na própria morte, ele se nega a ficar no céu e volta à terra. Aos poucos, ele vai descobrindo seus poderes e fazendo uma série de trapalhadas até incorporar em um machista noivo de uma “perua” ciumenta. A dupla personalidade do noivo vai abalar o romance e ainda revelar a homossexualidade do cunhado. Revelações e situações que fazem qualquer um sair do sério.

Maurício Canguçu interpreta Vicente, o machista noivo de Normanda, que é irmã de Lucas, que se vê em dúvida da própria sexualidade após as interferências espirituais de Lolô. O guardião do céu, por sua vez, vem acabar com a festa de Lolô na terra, disfarçado de eletricista.

Acredite, um Espírito Baixou em Mim”, tem direção de Sandra Pêra e, nestes 13 anos de sucesso, já fez diversas temporadas no Rio de Janeiro e faz absoluto sucesso em grandes temporadas em Belo Horizonte e em São Paulo. A peça já percorreu diversos Estados brasileiros, fazendo mais de 2.000 representações por todo o País.

O sucesso da peça é tão grande, que virou um longa metragem. Filmado em Belo Horizonte, no final de 2002, o filme tem participações especiais de atores da cena nacional: Marília Pêra, Arlete Sales, Suely Franco, Gorete Milagres, Benvindo Sequeira, Cláudia Mauro, Nelson Freitas, Cássio Scapin.

Estão sendo realizadas, desde o dia 9 de abril, oficinas de profissionalização nas áreas de corpo, de voz e de improvisação. A oficina de iluminação acontecerá de 23 a 29 de abril, e será ministrada por Heron Loreto (Belo Horizonte), na Casa Júlio Dário e no Sesi, das 20h às 22h.

Segundo o coordenador e produtor do evento, Cássio Pinheiro, essas oficinas buscam o processo de profissionalização dos artistas. “Não é uma oficina para toda a população, porque não é de formação, mas de qualificação e requalificação profissional”, finalizou.

Para mais informações, o contato é (34) 9134-5678.

Em abril, também tem teatro em Araxá

E neste mês de abril, dia 29, em uma única apresentação, com o patrocínio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), acontece, também, no Teatro Tiradentes do Tauá Grande Hotel de Araxá, às 21h horas, a peça “Alice ao Avesso”, para 500 espectadores.

A peça “Alice ao Avesso” é uma livre adaptação de Alice no País das Maravilhas e de Alice Através do Espelho. O texto, assinado por Jefferson da Fonseca Coutinho, foi parar no palco sob direção do próprio autor.  Tudo começa com o encontro entre dois palhaços que constroem seu circo com sonhos e fantasias, sem deixar de mostrar também o outro lado da vida do artista. A peça reúne circo e teatro e procura resgatar as gags mais tradicionais do palhaço, numa homenagem à trajetória circense brasileira. Enquanto Clóvis é o palhaço que está sempre pronto a ludibriar seu parceiro de cena, Tony é o sempre ingênuo, de boa-fé e com quem o público mais se identifica. Classificação: 14 anos