Destaque »

Faltam 9 dias para o mineiro escolher os novos Presidente e o Governador

19 de outubro de 2018 – 20:12 |

Faltando nove dias para o embate final nas urnas, para a decisão do segundo turno da contenda eleitoral,  para o cargo de presidente da república do Brasil e para o cargo de  governador de Minas …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Promotora de Araxá Mara Lúcia Dourado recebe medalha da Inconfidência


Cerca de 240 personalidades e entidades que contribuíram para o Estado de Minas Gerais e do Brasil também receberam o prêmio

Em reconhecimento ao grande trabalho realizado no Ministério Público de Araxá, a Promotora de Justiça Mara Lúcia Silva Dourado foi agraciada com um dos mais importantes prêmios do Estado de Minas Gerais, a Medalha Inconfidência.  A solenidade aconteceu na última segunda-feira, 21, na cidade de Ouro Preto (MG).  Conversamos com a Promotora que falou sobre o recebimento do prêmio, do trabalho na 3ª Promotoria de  Justiça de Araxá e dos 25 anos das Diretas Já.

“Receber esta medalha foi motivo de grande alegria. Eu devo registrar que, em um primeiro momento, é gratificante, porque a indicação partiu da Procuradoria Geral de Justiça, e isso significa que o trabalho da 3ª Promotoria de Justiça de Araxá  vem sendo reconhecido pela Instituição.  E eu digo que  é um trabalho da 3ª Promotoria, a que atribuo essa homenagem, e que não foi somente pelo meu trabalho, mas pelo trabalho dos servidores e estagiários que também vêm sendo reconhecidos pelo Ministério Público, o que é muito gratificante. A medalha Tiradentes lembra um ícone para a história de Minas Gerais e do País. Um exemplo de patriotismo, de amor pelo País. Em segundo lugar, é uma honra saber que o nosso trabalho está contribuindo para o engrandecimento do Estado de Minas Gerais e que trouxe como resultado esse agraciamento com a medalha Tiradentes”, declarou.

Sobre o trabalho que vem desenvolvendo em Araxá, ela afirma que todas as áreas em que esteve atuando foi de grande importância, mas que  a área da Infância e Juventude sempre teve uma atenção especial.

“Eu tenho quase 21 anos de carreira, e já tive oportunidade de atuar em todas as frentes que hoje são enfrentadas pelo Ministério Público. Obviamente a Infância e Juventude sempre foi uma área que despertou mais atenção. E vindo para a comarca de Araxá, isso há quase 11 anos, eu pude ficar à frente de uma promotoria especializada da Infância e Juventude. Então talvez seja essa a área onde eu mais tenha trabalhado. Não que as outras áreas do Ministério Público não sejam importantes, mas a Infância e Juventude, ela toda tem uma parte maior do meu coração”, lembra.

O evento também homenageou cerca de 240 personalidades e entidades que contribuíram para o Estado de Minas Gerais  e para o Brasil. Em comemoração aos 30 anos do movimento das Diretas Já e dos 25 anos da Constituição do Estado, a cerimônia  oficial  teve como orador o senador Aécio Neves – PSDB e foi presidida pelo governador Alberto Pinto Coelho – PP.

Para Mara Lúcia, o movimento das Diretas Já tem uma forte ligação com as últimas mobilizações sociais feitas pela população.

“Eu acho que o grande marco dessa luta é que ela mostra que a população, o povo devidamente organizado tem a sua força, e, pensando nesse movimento das Diretas Já e fazendo uma ligação com a mobilização social que nós tivemos no ano de 2013, a grande lição que fica é esta, que o povo mobilizado de uma forma organizada, pacifica ele tem sua força e consegue impor sua vontade, que é a expressão da democracia”, declara.

A Medalha da Inconfidência foi criada em 1952, pelo então governador Juscelino Kubitscheck, com quatro designações: Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência. É a maior concedida pelo Estado de Minas Gerais e entregue anualmente.