Destaque »

Malvinas e Villa Nova saem na frente na semifinal do Amador

19 de novembro de 2019 – 11:34 |

Começaram no último domingo, dia 17 de novembro de 2019,  no estádio Fausto Alvim, as semifinais do Campeonato Amador de Araxá, versão 2019, promovido pela Liga Araxaense de Desportos. Na primeira partida da manhã …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Dicas de manutenção e custo de reparo do ar-condicionado

São Paulo, (AE) – Com a onda de calor das últimas semanas, poucas vezes foi tão necessário ter ar-condicionado no carro. Para garantir que a cabine fique sempre fresquinha, é importante não descuidar do sistema – e a principal maneira de fazer isso é muito simples: basta não deixar de ligá-lo, mesmo no inverno.

Acionar o dispositivo 15 minutos por dia, duas vezes por semana, é o suficiente para fazer com que o óleo do compressor circule e lubrifique as peças. “Se não for usado, o equipamento fica ressecado e sujeito a vazamentos, já que 35% de seus componentes são de borracha”, diz Luiz Evaristo, da oficina Porto Ar-Condicionado (2239-7423), da zona norte.

A falta de uso também compromete a eficiência do gás, que deixa de gelar a cabine de modo satisfatório. Nesse caso, a solução é a recarga. O serviço parte de R$ 135 na oficina Ar Car (3873-3324), na zona oeste.

Outro cuidado importante é substituir o filtro de pólen, que ajuda a barrar a entrada de fungos e bactérias no carro. A troca deve ser feita a cada seis meses ou 10 mil km. Na Prochaskar (3849-1766), na zona sul, o preço da peça pode variar de R$ 45 a R$ 200.

Para reduzir o risco de doenças respiratórias e mau cheiro, recomenda-se a higienização periódica do sistema. Em oficinas especializadas, a aplicação de spray bactericida ou ozônio custa cerca de R$ 120.

VAZAMENTOS

O principal sinal de vazamento é a necessidade constante de recargas. “O gás não se consome sozinho. Se teve de colocar mais, é porque vazou”, afirma Rogério Rovella, da Ar Car.

Uma das causas é o ressecamento das mangueiras, provocado pela falta de uso. Na Porto Ar-Condicionado, trocar essas peças varia de R$ 150 a R$ 300.

INSTALAÇÃO EM OFICINA DA CAPITAL PARTE DE R$ 3.500

Se o seu carro veio de fábrica sem o ar-condicionado, é possível fazer a instalação em oficinas especializadas. Mas os preços partem de R$ 3,5 mil.

As montadoras não oferecem o item à parte, mas algumas concessionárias vendem o acessório. A instalação não invalida a garantia do carro, porém a manutenção do sistema terá de ser feita apenas na loja que fez o serviço.

Na Dutra (2799-5900), autorizada Chevrolet, o ar-condicionado para Celta e Classic custa R$ 4.500. A Volkswagen Amazon (2859-1006) cobra R$ 5 mil pelo sistema para o Gol e um kit para o Ka (incluindo direção hidráulica), custa o mesmo na Ford Caoa (5643-3600).

As oficinas independentes cobram menos, mas a garantia do veículo pode ser afetada. Na Prochaskar (3849-1766), conforme o carro, o preço varia de R$ 3.500 a R$ 4.400. A Ar Car (3873-3324) vende o item para Palio, Uno e Corsa a R$ 3.500.