Destaque »

AAL comemora 53 anos e escritora Wilma Cunha recebe Comenda Literária

19 de Maio de 2018 – 0:36 |

A noite da última terça-feira, dia 15 de maio de 2018, foi de comemoração  e homenagem, para os membros da  AAL – Academia Araxaense …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Dicas de manutenção e custo de reparo do ar-condicionado

São Paulo, (AE) – Com a onda de calor das últimas semanas, poucas vezes foi tão necessário ter ar-condicionado no carro. Para garantir que a cabine fique sempre fresquinha, é importante não descuidar do sistema – e a principal maneira de fazer isso é muito simples: basta não deixar de ligá-lo, mesmo no inverno.

Acionar o dispositivo 15 minutos por dia, duas vezes por semana, é o suficiente para fazer com que o óleo do compressor circule e lubrifique as peças. “Se não for usado, o equipamento fica ressecado e sujeito a vazamentos, já que 35% de seus componentes são de borracha”, diz Luiz Evaristo, da oficina Porto Ar-Condicionado (2239-7423), da zona norte.

A falta de uso também compromete a eficiência do gás, que deixa de gelar a cabine de modo satisfatório. Nesse caso, a solução é a recarga. O serviço parte de R$ 135 na oficina Ar Car (3873-3324), na zona oeste.

Outro cuidado importante é substituir o filtro de pólen, que ajuda a barrar a entrada de fungos e bactérias no carro. A troca deve ser feita a cada seis meses ou 10 mil km. Na Prochaskar (3849-1766), na zona sul, o preço da peça pode variar de R$ 45 a R$ 200.

Para reduzir o risco de doenças respiratórias e mau cheiro, recomenda-se a higienização periódica do sistema. Em oficinas especializadas, a aplicação de spray bactericida ou ozônio custa cerca de R$ 120.

VAZAMENTOS

O principal sinal de vazamento é a necessidade constante de recargas. “O gás não se consome sozinho. Se teve de colocar mais, é porque vazou”, afirma Rogério Rovella, da Ar Car.

Uma das causas é o ressecamento das mangueiras, provocado pela falta de uso. Na Porto Ar-Condicionado, trocar essas peças varia de R$ 150 a R$ 300.

INSTALAÇÃO EM OFICINA DA CAPITAL PARTE DE R$ 3.500

Se o seu carro veio de fábrica sem o ar-condicionado, é possível fazer a instalação em oficinas especializadas. Mas os preços partem de R$ 3,5 mil.

As montadoras não oferecem o item à parte, mas algumas concessionárias vendem o acessório. A instalação não invalida a garantia do carro, porém a manutenção do sistema terá de ser feita apenas na loja que fez o serviço.

Na Dutra (2799-5900), autorizada Chevrolet, o ar-condicionado para Celta e Classic custa R$ 4.500. A Volkswagen Amazon (2859-1006) cobra R$ 5 mil pelo sistema para o Gol e um kit para o Ka (incluindo direção hidráulica), custa o mesmo na Ford Caoa (5643-3600).

As oficinas independentes cobram menos, mas a garantia do veículo pode ser afetada. Na Prochaskar (3849-1766), conforme o carro, o preço varia de R$ 3.500 a R$ 4.400. A Ar Car (3873-3324) vende o item para Palio, Uno e Corsa a R$ 3.500.