Destaque »

Lídia Jordão faz palestra no 13º Encontro Mulheres com Direito

17 de maio de 2019 – 19:12 |

Lídia Jordão representou Minas Gerais, juntamente com mais nove mulheres da área do Direito, de outros estados do País. Ela foi convidada pela coordenação geral  do Encontro, através da Drª Fabiana Garcia. Para Jordão, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Cultura

“Mulheres Alteradas” será apresentado em Araxá

A campanha “Vá ao Teatro”, através do Ministério da Cultura e CBMM, traz para Araxá a peça “Mulheres Alteradas”. O espetáculo será apresentado no dia 30 de setembro, às 20 horas, no Teatro Municipal de Araxá.

Um dos maiores fenômenos editoriais do Mundo, o texto é a adaptação de cinco volumes de ‘Mulheres Alteradas’, da chargista e cartunista Maitena e já foi visto desde sua estréia por mais de 180 mil pessoas.

O texto de Andrea Maltarolli, novelista da TV Globo, que faleceu em 2009, com colaboração de Bernardo Jablonski. No elenco, as atrizes Tania Alves, Flávia Monteiro e Giovanna Velasco interpretam três amigas. Daniel Del Sarto completa o elenco, interpretando vários personagens masculinos, sem nomes definidos e repletos de personalidades.

Lisa (Flávia Monteiro) é separada do marido, mãe de um único filho, inteligente, com preocupações fúteis, porém, em crise por conta de um nódulo que apareceu em um dos seios; Alice (Giovanna Velasco) é uma mulher solteira, vive no “mundo da lua”, mas não desiste de encontrar o seu grande amor; já Norma (Tania Alves) é uma executiva pragmática, casada, com dois filhos e, agora, se depara com a terceira gravidez.

O Brasil é o primeiro país a exibir uma adaptação da obra de “Mulheres Alteradas” para o teatro. Os direitos foram cedidos à produtora Manhas & Manias de Eventos, que tem como produtor e sócio, o ator Maurício Machado, conhecido de trabalhos na TV, como ‘Alma Gêmea’, ‘Cidadão Brasileiro’, ‘Cama de Gato’ e ‘Cordel Encantado’ e atualmente em cartaz na cidade como ator no espetáculo ‘Batalha de Arroz num Ringue para Dois’ no Teatro Vannucci.

Maitena negou a venda dos direitos de sua obra ao cineasta Pedro Almodóvar. A autora também não concedeu os direitos a produtores de cinema do México e dos EUA. Os palcos da Argentina, Espanha e México também não foram contemplados.  Mas por conta do sucesso do Brasil, a mesma produção brasileira já estuda propostas de implantar o espetáculo em alguns países, e os direitos para o cinema também já foram negociados com a 02 filmes e co-produção com a manhas  & manias de eventos, em breve o público também poderá ver a obra nas telas.

A peça mapeia o discurso sobre a feminilidade presente no mundo contemporâneo dessas mulheres, assoladas por cobranças e demandas desgastantes e, às vezes, quase impossíveis de atender simultaneamente: trabalhar o dia todo, dentro de casa, serem mães maravilhosas, amantes insuperáveis e manter as boas formas física e estética. Isso, sem contar com a necessidade de ostentar uma vida emocional serena, equilibrada, a toda prova.