Destaque »

Tauá Grande Hotel de Araxá vai reabrir no dia 14 de agosto

7 de agosto de 2020 – 17:39 |

 
A rede Tauá publicou em suas redes sociais, que o Grande Hotel do Barreiro em Araxá, reabrirá no dia 14 de agosto em Araxá.
O Hotel está fechado desde o dia 18 de março, segundo …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Campeonato Brasileiro da Série D

Sem mostrar todo o seu futebol, Araxá Esporte Clube vence por 3 a 2

 Por: Alcino de Freitas.

TEM FOTO

Credito: Tardelli

Não foi um jogo de grandes emoções, mas foi uma vitória relevante, que mostrou muito espírito de luta. Atuando no último domingo, 7, no Estádio Municipal Fausto Alvim, em Araxá, pelo Campeonato Brasileiro da Série D, a equipe do Araxá Esporte venceu, pela terceira rodada da competição, o time do Esporte Clube Aracruz. Ainda sem mostrar um futebol consistente, empolgante e determinado, do qual a torcida possa se orgulhar de um grande time de futebol, esta vitória foi determinante para uma equipe que nas duas partidas anteriores havia perdido. Comparando o time que perdeu as duas partidas com este time que venceu o Aracruz, reforçado com novas contratações, a diferença é muito grande e chega a ser animadora. Uma vez contando com todos os jogadores contratados e estes, ganhando boas condições físicas, é uma equipe de se esperar grandes apresentações. Mas, a vitória alvinegra começou bem cedo, ainda no início da partida. Aos seis minutos, Dinda cobrou um escanteio pelo lado esquerdo, e o zagueiro Taison subiu muito bem de cabeça para abrir o marcador. O jogo era corrido, bem disputado, mas as finalizações deixavam a desejar pelas duas equipes. Concluíam muito mal, e assim, o primeiro tempo da partida terminou com a vitória parcial do Araxá Esporte, por 1 a 0. No início do segundo tempo, um susto no torcedor araxaense. Ainda no primeiro minuto de jogo, aconteceu o empate. Falta contra o Araxá Esporte. O jogador Dorielson, apelidado de Bombom, ficou encarregado da cobrança bem distante da área. Ganso fez uma barreira de apenas dois homens e Bombom soltou a “bomba”. A bola, durante a sua trajetória, foi desviada pela cabeça de alguém e acabou enganando o goleiro Marcelo Bonan. Aos sete minutos, uma grande defesa do goleiro do Ganso, após uma boa cabeceada do atacante Tiago Carioca. Araxá Esporte precisava da vitória e, neste momento crucial da partida, falou mais alto a raça do que a técnica e, aos 15 minutos, aconteceu uma falta pela direita. Tiziu, que joga como lateral e atacante, foi encarregado da cobrança e o fez com perfeição, cruzando a bola bem na cabeça do zagueiro Diego Rosa, que, mais uma vez, venceu o goleiro Hiran. Araxá Esporte: 2 a 1. Nesta altura, o técnico Luca Baggio lançou, em campo, um dos maiores craques do seu plantel. Luizinho, ex-jogador das grandes equipes brasileiras como Flamengo e Santos. Luizinho, meio fora de forma física, mas tecnicamente um excelente jogador, entrou muito bem na partida, e o Araxá Esporte, nesta altura, era melhor em campo que o time do Aracruz. Luizinho, após receber uma bola pela meia esquerda, dominou-a e vendo o goleiro Hiran adiantado da sua meta, chutou, por “cobertura”, marcando um belíssimo gol e o terceiro do Araxá Esporte. Dissemos que a partida foi contundente, porque o Araxá Esporte teve erros individuais, assim como aconteceu aos 44 minutos. Após uma bola cruzada da direita, à meia altura, Bombom voltou a marcar para a equipe do Aracruz, dentro da pequena área, sozinho, diante do goleiro Marcelo Bonan. A vitória araxaense faz renascer muitas esperanças para o torcedor alvinegro.

Araxá Esporte venceu jogando com: Marcelo Bonan, Marcão, Taison, Guilherme, Bicudo (Luizinho); Eduardo, Tiago Santos, Dinda (Diego Rosa), Tiziu; Marco Dener (Walace) e Robinho. Técnico: Luca Baggio.

Esporte Clube Aracruz perdeu de: Hiran, Douglas, Diogo, Marco Antônio, Ratinho; Brenno (Nino), Madisson (Hitalo), Bombom, Cal Santos; Thiago Carioca e Sidnei (Moises). Técnico: Carlos Alberto Miguel.

Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral, auxiliado por Fausto Augusto Viana e por Vitor Carbona. 4º Árbitro: Igor Junio Benevenuto

Cartões amarelos: para Marco Antônio e Madisson, da equipe do Aracruz.

Público: 342 pagantes, para uma renda de R$ 5.280,00.